Meteorologia

  • 29 MAIO 2024
Tempo
29º
MIN 15º MÁX 29º

Eurodeputado alemão mantém candidatura apesar de escândalo de espionagem

O eurodeputado alemão Maximilian Krah, cabeça de lista do partido de extrema-direita Alternativa para a Alemanha (AfD) às eleições europeias, declarou hoje que não retirará a sua candidatura após o escândalo de espionagem envolvendo um dos seus assessores.

Eurodeputado alemão mantém candidatura apesar de escândalo de espionagem
Notícias ao Minuto

14:29 - 24/04/24 por Lusa

Mundo Alemanha

"Se alguém acredita que esse é o fim da minha candidatura, lamento dececionar", declarou o eurodeputado aos jornalistas.

"Não me vou penitenciar pelo alegado mau comportamento de um funcionário. Sou e continuarei a ser o melhor candidato", sublinhou Krah.

O eurodeputado garantiu ainda que se ofereceu para ajudar as autoridades alemãs no caso de espionagem envolvendo o seu assessor e a China.

Os co-líderes da AfD, Alice Weidel e Tino Chrupalla, declararam que Krah decidiu também "não participar no lançamento da campanha eleitoral na cidade de Donaueschingen (estado de Baden-Württemberg), no próximo fim de semana, para não prejudicar a campanha ou a reputação do partido".

"Qualquer tentativa de Estados estrangeiros de cometerem espionagem ou de tentarem comprar opiniões ou posições deve ser esclarecida e evitada com toda a severidade", sublinharam os dois líderes num breve comunicado, fazendo alusão a alegação que Krah teria recebido pagamentos da Rússia em troca da difusão de posições pró-Kremlin.

O assessor de Krah, Jian Guo -- de 43 anos - foi detido na segunda-feira na cidade de Dresden, segundo o Ministério Público alemão.

Guo, que era assessor do eurodeputado alemão desde 2019, é acusado de trabalhar para os serviços de informações chineses e de ter transmitido repetidamente informações sobre negociações e decisões do Parlamento Europeu. Os procuradores federais alemães alegam que o assessor também espiou dissidentes chineses na Alemanha.

Segundo o canal de televisão alemão ARD, o assessor parlamentar ofereceu-se há vários anos como informante às autoridades alemãs, que desde o início suspeitaram que ele fosse um agente duplo.

O Parlamento Europeu (PE) anunciou que Jian Guo foi suspenso e Krah declarou que se as acusações forem verdadeiras, isso resultará na rescisão imediata da relação laboral.

A notícia da detenção de Jian Guo foi divulgada um dia depois de três alemães terem sido presos, num caso separado, por suspeita de espiarem para a China e de organizarem a transferência de informações sobre tecnologia com potencial uso militar.

A polícia alemã deteve também na segunda-feira três pessoas por suspeita de trabalharem com os serviços secretos chineses e de lhes fornecerem dados sobre tecnologia militar, informou a procuradoria federal alemã.

Segundo o Ministério Público, as informações prestadas ao lado chinês seriam sobre componentes modernos que podem ser utilizados em motores de navios de guerra. As acusações contra o trio são de espionagem para uma potência estrangeira e violação da lei de exportação.

Leia Também: Suécia acusa Rússia de espionagem com "frota fantasma" de petroleiros

Recomendados para si

;
Campo obrigatório