Meteorologia

  • 23 MAIO 2024
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 23º

Confiscar bens russos congelados? São "ações ilegais", alerta Rússia

O porta-voz do Kremlin considerou tratar-se de "um colapso de todas as fundações do sistema económico".

Confiscar bens russos congelados? São "ações ilegais", alerta Rússia
Notícias ao Minuto

14:15 - 22/04/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Guerra na Ucrânia

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, considerou, esta segunda-feira, que qualquer medida dos Estados Unidos para confiscar bens russos congelados seria "ilegal" e uma "usurpação de património do Estado e de propriedade privada".

"Isto é um colapso de todas as fundações do sistema económico", Peskov, em conferência de imprensa, citado pela agência de notícias Reuters. "Trata-se de uma usurpação de património do Estado e de propriedade privada. Tratam-se de ações ilegais".

O responsável russo avisou ainda que Moscovo irá "retaliar" se os ativos russos forem confiscados, mas não especificou como.

"Se tais medidas forem implementadas, muitos países e investidores pensarão 10 vezes antes de investir na economia dos EUA ou manter suas participações lá", alertou.

O alerta do Kremlin surge dois dias após a Câmara dos Representantes dos Estados Unidos ter aprovado um pacote de ajuda à Ucrânia, no valor de 61 mil milhões de dólares (57 mil milhões de euros), para fazer face à invasão russa. O pacote legislativo inclui ainda uma medida para a potencial transferência de bens russos apreendidos para a Ucrânia.

Já no final do ano passado, os Estados Unidos apresentaram um plano ao G7 para confiscar 300 mil milhões de dólares (270 mil milhões de euros) em ativos russos.

No entanto, a transferência desses ativos para a Ucrânia está longe de estar concluída devido, segundo o Ocidente, a obstáculos jurídicos e geopolíticos.

Leia Também: "Ocidentais estão à beira do confronto militar entre potências nucleares"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório