Meteorologia

  • 23 MAIO 2024
Tempo
22º
MIN 12º MÁX 24º

Líder da oposição israelita pede a Netanyahu que se demita

O líder da oposição israelita, Yair Lapid, pediu hoje ao primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, que siga o exemplo do chefe dos serviços secretos militares do exército, Aharon Haliva, e se demita por causa das falhas que levaram ao ataque do Hamas a 07 de outubro.

Líder da oposição israelita pede a Netanyahu que se demita
Notícias ao Minuto

13:07 - 22/04/24 por Lusa

Mundo Médio Oriente

"Com a autoridade vem uma grande responsabilidade", escreveu Lapid na conta pessoal na rede social X, considerando "honrosa" a decisão de Haliva de pôr fim ao seu posto militar, uma vez que se considera responsável pela inação militar que não conseguiu evitar o massacre da organização islamita que matou 1.200 pessoas em solo israelita e permitiu o sequestro de cerca de 250 pessoas.

"Teria sido apropriado que o primeiro-ministro Netanyahu tivesse feito o mesmo", acrescentou Lapid.

Em termos semelhantes, Vladimir Beliak, outro deputado do partido Yesh Atid, de Lapid, apelou à demissão "imediata" do líder israelita, independentemente da criação de uma comissão de inquérito estatal para identificar os responsáveis pela gestão da "tragédia" de 07 de outubro.

Por enquanto, o único inquérito ainda em curso é o que o exército abriu internamente no final de fevereiro, cujas conclusões deverão ser apresentadas ao chefe do Estado-Maior israelita, Herzi Halevi, no início de junho.

Haliva é o primeiro alto funcionário a demitir-se meio ano após os ataques do Hamas, que ainda mantém 133 reféns na Faixa de Gaza.

Pouco depois do ataque, Haliva assumiu a "culpa" por não ter evitado o ataque do Hamas.

As Forças Armadas israelitas informaram em comunicado que o chefe do Estado-Maior aceitou o pedido de demissão de Haliva agradecendo os serviços prestados.

A demissão pode abrir caminho para que outros responsáveis máximos da segurança israelita venham a assumir responsabilidades por não terem impedido o ataque e se demitam.

Leia Também: Borrell exorta UE a mobilizar mais sistemas de defesa aérea e munições

Recomendados para si

;
Campo obrigatório