Meteorologia

  • 30 MAIO 2024
Tempo
19º
MIN 16º MÁX 30º

Adolescente que atacou bispo em Sydney formalmente acusado de terrorismo

O jovem tem historial de crimes com armas brancas, tendo inclusivamente consultado três psicólogos e um conselheiro escolar, além de ter marcado uma consulta com um psiquiatra.

Adolescente que atacou bispo em Sydney formalmente acusado de terrorismo
Notícias ao Minuto

16:52 - 19/04/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Austrália

O adolescente de 16 anos que esfaqueou dois clérigos durante um serviço religioso em Sydney, na Austrália, foi formalmente acusado de terrorismo pelas autoridades.

O ataque foi considerado um ato terrorista pelas suspeitas de que o jovem terá agido com motivações de teor religioso, além de ter viajado 90 minutos desde a sua residência até à Igreja Assíria do Bom Pastor, no distrito de Wakeley, noticiou a Associated Press.

É que, de acordo com o mesmo meio, o adolescente disse, em árabe, que o profeta Maomé tinha sido insultado, logo após ter esfaqueado o bispo Mar Mari Emmanuel e o reverendo Isaac Royel, na segunda-feira à noite. Foi, depois, dominado pelos paroquianos, tendo sofrido ferimentos graves nas mãos.

"Ontem, os investigadores estiveram num centro médico para entrevistar o alegado infrator, onde foi acusado de cometer um ato terrorista", disse o comissário da Polícia Federal Reece Kershaw, em conferência de imprensa, esta sexta-feira.

O adolescente, que arrisca uma pena máxima de prisão perpétua, não foi ouvido na audiência de hoje, que decorreu num tribunal infantil.

O jovem tem historial de crimes com armas brancas, tendo inclusivamente consultado três psicólogos e um conselheiro escolar, além de ter marcado uma consulta com um psiquiatra, disse o seu advogado, Greg Scragg.

A defesa salientou ainda que o adolescente um "longo historial de comportamento" consistente com doenças mentais ou deficiências intelectuais. Nessa linha, o magistrado recomendou que o jovem deverá ser avaliado psicologicamente enquanto se encontra sob custódia. O adolescente passará, depois, para um centro de detenção juvenil, até à sua próxima audiência, a 14 de junho.

Entretanto, o bispo Mar Mari Emmanuel disse, na quinta-feira, que estava "bem" e que perdoava o atacante, tendo também apelado à calma.

Este incidente aconteceu dois dias após um outro esfaqueamento ter provocado seis mortos num centro comercial em Sydney.

Leia Também: "Perdoo". Bispo atacado em "ato terrorista" em Sydney quebra silêncio

Recomendados para si

;
Campo obrigatório