Meteorologia

  • 27 MAIO 2024
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 22º

EUA vão reimpor sanções ao regime de Maduro caso falhem eleições livres

Os Estados Unidos insistiram hoje que vão reimpor sanções à Venezuela, caso os Acordos de Barbados para eleições livres não sejam cumpridos, lembrando que apesar de ter sido estabelecido um calendário eleitoral, foram bloqueados candidatos da oposição.

EUA vão reimpor sanções ao regime de Maduro caso falhem eleições livres
Notícias ao Minuto

09:01 - 17/04/24 por Lusa

Mundo Venezuela

O alívio das sanções ao petróleo e gás venezuelano, que Washington aprovou em outubro para encorajar o Presidente da Venezuela Nicolás Maduro a cumprir os acordos com a oposição, expiram na quinta-feira.

"Estamos a dois dias de 18 de abril. Deixamos bem claro que se Maduro e os seus representantes não implementarem totalmente os Acordos de Barbados, reimporemos sanções. O que eu diria é: fiquem atentos", frisou o porta-voz do Departamento de Estado, Matthew Miller, em conferência de imprensa.

Miller destacou que alguns aspetos dos acordos foram cumpridos, como o estabelecimento de um calendário eleitoral e o convite para missões de observação internacionais, mas ao mesmo tempo os candidatos da oposição foram bloqueados.

O porta-voz, que não quis dar detalhes sobre a reunião da semana passada entre responsáveis norte-americanos e venezuelanos na Cidade do México, garantiu que a administração liderada pelo democrata Joe Biden deixou "muito claro, diretamente a Maduro e aos seus representantes", que espera o cumprimento dos Acordos de Barbados.

Uma das condições que Washington estabeleceu para não impor novamente as sanções foi que todos os candidatos da oposição pudessem concorrer, mas a principal candidata da oposição, María Corina Machado, continua desqualificada para as eleições de 28 de julho.

As autoridades eleitorais também não permitiram o registo da sua substituta, Corina Yoris, o que gerou até críticas de aliados de Maduro, como a Colômbia e o Brasil.

Leia Também: Amnistia Internacional denuncia escalada de perseguição de civis na Venezuela

Recomendados para si

;
Campo obrigatório