Meteorologia

  • 27 MAIO 2024
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 22º

Trump começou a ser julgado no caso Stormy Daniels. Como foi o 1.º dia?

O primeiro dia do julgamento de Donald Trump terminou com este a protestar conta a decisão do juiz que não o dispensou de estar presente na próxima semana nem às quartas-feiras que, em princípio, são dias livres.

Notícias ao Minuto

06:42 - 16/04/24 por Lusa

Mundo Donald Trump

A acusação a Trump centra-se em pagamentos de 130 mil dólares que a empresa do ex-presidente fez ao então seu advogado pessoal, Michael Cohen. Este entregou esta soma, em nome de Trump, à estrela de filmes pornográficos Stormy Daniels, para comprar o seu silêncio, um mês da eleição presidencial em 2016, dadas as suas alegações de que teria tido um encontro sexual com o multimilionário.

A defesa de Trump pediu ao juiz que o dispensasse na quinta-feira da próxima semana, quando está previsto que o Supremo Tribunal aprecie os argumentos sobre a imunidade presidencial que invoca e que afetar outros casos penais que enfrenta.

"Falar perante o Supremo Tribunal é um assunto importante, e claro que entendo que o seu cliente queira lá estar, mas um julgamento no Supremo Tribunal de Nova Iorque (...) também é um assunto importante", disse o juiz Juan Merchan ao advogado Todd Blanche, acrescentando: "Vou vê-lo aqui na semana que vem".

Blanche também contestou o calendário estipulado pelo juiz, que exige a Trump estar presente quatro dias por semana, sem contar as quartas-feiras, o único dia livre em que este pode programar ações de campanha enquanto candidato presidencial pelos republicanos.

O advogado pediu que Trump fosse dispensado de estar presente se houver uma audiência a uma quarta-feira, mas o juiz não lhe garantiu isso. Argumentou que pode haver aliterações no julgamento, se este estiver a ser demorado, e recordou que "para qualquer procedimento que envolva o júri, o seu cliente deve estar presente".

Sem entrar no fundo do caso, o primeiro dia, por outro lado, revelou alguns elementos que vão ser determinantes para o julgamento, entre o uso do evento como tribuna política, as estratégias a usar e o tempo da justiça.

Assim, antes de entrar na sala de audiência, Trump começou por atacar o presidente Joe Biden e seu adversário na eleição de novembro: "O país é liderado por um homem incompetente, que está muito envolvido neste assunto. [O seu julgamento] É um ataque a um opositor político".

Trumpo faz este tipo de acusações com frequência, mas ao repeti-lo no início do que se antecipa que venham a ser semanas de tribunal, mostra uma estratégia de fazer do tribunal um estrado político para a sua campanha.

Por outro lado, o juiz Merchan parece que não quer que o julgamento se eternize, o que o está a opor aos advogados de Trump, que preferem que o caso se arraste.

O juiz começou por não se escusar, como a defesa pretendia, alegando os laços laborais da sua filha com o Partido Democrata.

E depois criticou a defesa por ter chegada atrasada depois de almoço: "Agradeço que respeitem o tempo das pausas, para que possamos avançar".

Sinal da conveniência de não perder tempo veio da constituição do júri.

Uma maioria do primeiro grupo de 96 jurados potenciais declarou-se incapaz de julgar de forma equitativa e foi assim dispensada, um sinal de que a constituição do júri vai ser demorada.

Por sua vez, os debates técnicos, de segunda-feira de manhã, sobre o que pode usado como elemento durante os debates indiciaram a estratégia da acusação, que visa descrever Trump como um homem sexista e agressivo para com as mulheres.

Outro sinal sobre o desenrolar da audiência foi dado pelo juiz, que, quando entrou na sala, cumprimento o réu, dizendo "Bom-dia, senhor Trump" e não "Bom-dia, presidente Trump", como eu a afirmar que o ex-presidente na sua sala de julgamentos não passa de um simples cidadão.

O juiz lembrou ainda que, como qualquer outra pessoa a ser julgada, Trump tem de se apresentar à audiência todos os dias, sob pena de ser procurado pelas autoridades. E que pode ser enviado para a prisão se perturbar a audiência.

Leia Também: Procuradores pedem a juiz que multe Trump por publicações nas redes

Recomendados para si

;
Campo obrigatório