Meteorologia

  • 29 MAIO 2024
Tempo
17º
MIN 15º MÁX 29º

Kyiv e Moscovo trocam mais de 120 corpos de soldados

As autoridades da Ucrânia e da Rússia confirmaram hoje ter feito uma nova troca de mais de 120 soldados que morreram na guerra entre os dois países, iniciada há mais de dois anos.

Kyiv e Moscovo trocam mais de 120 corpos de soldados
Notícias ao Minuto

16:01 - 12/04/24 por Lusa

Mundo Ucrânia

O Centro de Coordenação para o Tratamento de Prisioneiros de Guerra da Ucrânia indicou, numa mensagem divulgada através da rede Telegram, que as autoridades receberam os restos mortais de 99 soldados, dos quais 77 morreram em combate na região de Donetsk, 20 em Zaporijia e dois em Kharkiv.

Por seu lado, o Governo russo recebeu os cadáveres de 23 soldados, como confirmou o deputado Shamsail Saraliev, em declarações ao portal de notícias RBK.

Apesar destas trocas, as partes em conflito mantêm em segredo as baixas sofridas nas suas fileiras como resultado do conflito.

No mês passado, o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, estimou que o número de soldados ucranianos mortos atinja os 31 mil, embora outras fontes sugiram que o número deva ser muito maior.

Os Estados Unidos estimam que 70 mil soldados ucranianos foram mortos desde meados de 2023, ao mesmo tempo que apontam que o lado russo deverá ter sofrido 120 mil baixas.

A guerra na Ucrânia começou em 24 de fevereiro de 2022, quando a Rússia lançou uma ofensiva militar com o pretexto de defender os territórios pró-russos e 'desnazificar' o país.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas e políticas a Moscovo.

Leia Também: Moscovo admite dialogar com Kyiv com base na nova realidade territorial

Recomendados para si

;
Campo obrigatório