Meteorologia

  • 21 ABRIL 2024
Tempo
23º
MIN 15º MÁX 26º

"Novo capítulo". Transplantado com rim de porco modificado já teve alta

Richard Slayman foi submetido a uma cirurgia de quatro horas no dia 16 de março.

"Novo capítulo". Transplantado com rim de porco modificado já teve alta
Notícias ao Minuto

10:19 - 04/04/24 por Notícias ao Minuto

Mundo EUA

O homem de 62 anos que entrou para a história ao ser a primeira pessoa viva a receber um rim de porco geneticamente modificado já teve alta hospitalar, segundo anunciou o Massachusetts General Hospital (MGH), em Boston, nos Estados Unidos.

Richard Slayman, que foi submetido a uma cirurgia de quatro horas no dia 16 de março, pôde deixar aquela unidade hospitalar na quarta-feira, estando “a recuperar bem”.

“Estamos contentes por partilhar que, hoje, Rick Slayman, o nosso primeiro paciente a receber um transplante de rim de porco geneticamente modificado, recebeu alta hospitar. Está a recuperar bem e continuará a recuperar em casa com a sua família”, adiantou a instituição, na rede social Instagram.

A publicação incluiu ainda uma declaração do doente, que agradeceu os cuidados da equipa médica e salientou estar a viver “um dos momentos mais felizes” da sua vida.

“Este momento – sair do hospital com um dos atestados de saúde mais limpos que já tive em muito tempo – é um momento pelo qual esperei durante muitos anos. Agora é uma realidade e um dos momentos mais felizes da minha vida. [...] Estou entusiasmado por voltar a passar tempo com a minha família, amigos e entes queridos, livre do fardo da diálise que afetou a minha qualidade de vida durante muitos anos. Por fim, quero agradecer a todos os que viram a minha história e enviaram votos de felicidades, principalmente aos pacientes que aguardam um transplante de rim. Hoje marca o início de um novo capítulo não só para mim, mas para eles também”, disse.

Natural de Weymouth, em Massachusetts, Slayman vivia com doença renal em estágio avançado, diabetes tipo 2 e hipertensão há vários anos. O homem já tinha sido alvo de um transplante de rim de um doador humano que morreu em dezembro de 2018, também realizado no MGH, após fazer diálise durante sete anos.

Contudo, o rim transplantado mostrou sinais de estar a falhar aproximadamente cinco anos depois, pelo que o doente retomou a diálise em maio de 2023. O homem deparou-se, então, com complicações recorrentes no acesso vascular da diálise, o exigia visitas ao hospital a cada duas semanas para descoagulação e revisões cirúrgicas, impactando significativamente a sua qualidade de vida.

Saliente-se que, em janeiro de 2022, a Universidade de Maryland realizou o primeiro transplante experimental de um coração de porco geneticamente modificado em David Bennett, de 57 anos, que morreu dois meses após a cirurgia. Já em setembro de 2023, Lawrence Faucette, de 58 anos, foi o segundo paciente a ser alvo do procedimento, tendo o Centro Médico da Universidade de Maryland, em Baltimore, anunciado a sua morte seis semanas após a intervenção.

Leia Também: Homem transplantado com rim de porco modificado pela 1.ª vez no mundo

Recomendados para si

;
Campo obrigatório