Meteorologia

  • 16 ABRIL 2024
Tempo
22º
MIN 13º MÁX 26º

Presidente eleito de Taiwan promete ajuda para vítimas de sismo

O presidente eleito e atual vice-presidente de Taiwan, William Lai, prometeu apoiar as vítimas do sismo que atingiu hoje a ilha, durante uma visita à zona mais afetada, em Hualien (sudeste).

Presidente eleito de Taiwan promete ajuda para vítimas de sismo
Notícias ao Minuto

15:04 - 03/04/24 por Lusa

Mundo Taiwan

O terramoto de magnitude superior a sete na escala de Richter provocou nove mortos, mais de 900 feridos e mais de uma centena de desaparecidos, segundo um balanço provisório.

Também danificou dezenas de edifícios e é considerado o mais forte a atingir a ilha nos últimos 25 anos.

Durante a visita a Hualien, perto do epicentro e onde ocorreram todas as mortes confirmadas, Lai afirmou que a tarefa mais importante era resgatar as pessoas soterradas ou desaparecidas, segundo a agência espanhola EFE.

Num discurso proferido junto a um dos edifícios desmoronados, disse também que era necessário garantir que os feridos recebessem cuidados médicos adequados.

Lai prometeu que o executivo central "apoiará plenamente" os governos locais nos trabalhos de socorro e de reconstrução, fornecendo subsídios e medidas de apoio globais às vítimas.

Anunciou que o governo já transferiu 300 milhões de dólares de Taiwan (8,69 milhões de euros, ao câmbio atual) para as autoridades locais de Hualien.

A magnitude do terramoto submarino foi estimada em 7,5 pela Agência Meteorológica do Japão (JMA), em 7,4 pelo Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) e em 7,2 pela Agência Meteorológica de Taiwan (CWA).

O sismo ocorreu às 07:58 (00:58 em Lisboa), 25 quilómetros a sudeste do condado de Hualien, e foi seguido de muitas réplicas.

"A minha casa tremeu violentamente, os quadros na parede, a minha televisão e o meu bar caíram", disse um residente de Hualien à SET TV, segundo a agência francesa AFP.

A televisão local mostrou edifícios de vários andares em Hualien e noutros locais a inclinarem-se perigosamente em consequência do terramoto.

Os regulamentos rigorosos em matéria de construção e a boa preparação para desastres parecem ter evitado uma catástrofe de grandes proporções na ilha, que é regularmente atingida por terramotos.

"Já estou habituado, mas hoje foi a primeira vez que me assustei com um terramoto", disse Keng Hsien-hsuen, residente num apartamento no quinto andar de um prédio em Taipé.

"Fui acordado pelo terramoto. Nunca tinha sentido um abalo tão intenso", acrescentou, segundo a agência norte-americana AP.

A JMA informou que foi detetado um 'tsunami' de 30 centímetros na costa da ilha japonesa de Yonaguni cerca de 15 minutos após o terramoto.

Todos os alertas de 'tsunami' na região foram levantados durante a tarde (hora local).

O sismo foi sentido em Xangai e em várias províncias ao longo da costa sudeste da China, segundo os meios de comunicação chineses.

A China e Taiwan estão separadas por cerca de 160 quilómetros.

Taiwan situa-se ao longo do "Anel de Fogo" do Pacífico, a linha de falhas sísmicas que circunda o Oceano Pacífico e onde ocorre a maior parte dos terramotos do mundo.

O pior terramoto dos últimos anos em Taiwan ocorreu em 21 de setembro de 1999, com uma magnitude de 7,7.

Causou 2.400 mortos e cerca de 100.000 feridos, e destruiu milhares de edifícios.

Leia Também: Terramoto em Taiwan perturba comboios na China continental

Recomendados para si

;
Campo obrigatório