Meteorologia

  • 24 ABRIL 2024
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 24º

Sunak exige a Israel investigação à morte de sete trabalhadores da WCK

O primeiro-ministro do Reino Unido, Rishi Sunak, conversou hoje com o congénere israelita e exigiu uma investigação exaustiva e independente à morte de sete funcionários em Gaza de uma organização humanitária, três deles britânicos.

Sunak exige a Israel investigação à morte de sete trabalhadores da WCK
Notícias ao Minuto

23:30 - 02/04/24 por Lusa

Mundo Reino Unido

Sunak disse estar horrorizado com a morte dos trabalhadores humanitários num ataque aéreo israelita em Gaza, na segunda-feira, e exigiu um inquérito transparente sobre o sucedido, informou um porta-voz da residência oficial do primeiro-ministro britânico.

"O primeiro-ministro disse que demasiados funcionários humanitários e civis comuns perderam a vida em Gaza e que a situação está a tornar-se cada vez mais intolerável", acrescentou o porta-voz de Downing Street.

Segundo a mesma fonte, "o Reino Unido espera ver uma ação imediata de Israel para acabar com as restrições à ajuda humanitária, eliminar os conflitos com a ONU e as agências de ajuda, proteger os civis e reparar infraestruturas vitais, como hospitais e redes de água".

Sunak reiterou que o objetivo legítimo de Israel de derrotar a organização islamita Hamas "não será alcançado permitindo uma catástrofe humanitária em Gaza".

Antes, o Governo britânico convocou a embaixadora de Israel em Londres, Tzipi Hotovely, na sequência da morte "inaceitável" de três trabalhadores humanitários britânicos da organização não-governamental (ONG) World Central Kitchen (WCK) num ataque israelita na Faixa de Gaza.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros informou, em comunicado, que transmitiu à embaixadora a sua "condenação inequívoca das mortes horríveis de sete trabalhadores humanitários da WCK, incluindo três cidadãos britânicos".

Leia Também: Postal com 25 anos ajuda-a a encontrar família biológica... na Austrália

Recomendados para si

;
Campo obrigatório