Meteorologia

  • 22 ABRIL 2024
Tempo
20º
MIN 15º MÁX 27º

Forças ucranianas continuam a atingir alvos na região russa de Belgorod

A Ucrânia reivindicou hoje um ataque com um 'drone' contra um depósito petrolífero na região russa fronteiriça de Belgorod, que provocou um incêndio segundo as autoridades regionais.

Forças ucranianas continuam a atingir alvos na região russa de Belgorod
Notícias ao Minuto

12:02 - 05/03/24 por Lusa

Mundo Ucrânia/Rússia

Uma fonte militar ucraniana disse à agência francesa AFP que os serviços secretos militares da Ucrânia (GUR) atacaram o local na aldeia de Dolgoe, distrito de Gubkin, cerca de 90 quilómetros a norte de Belgorod, a capital regional.

Os serviços de emergência locais tinham confirmado anteriormente que estavam a combater um incêndio num tanque de petróleo, afirmando que não havia feridos e que as chamas tinham sido controladas.

O governador regional, Vyacheslav Gladkov, disse nas redes sociais que uma explosão tinha provocado "um incêndio num local de infraestruturas" no distrito de Gubkin.

Desde o início da ofensiva da Rússia na Ucrânia, em fevereiro de 2022, o território russo tem sido regularmente atingido por ataques atribuídos a Kiev, tendo como alvo depósitos de petróleo e refinarias, em particular nas últimas semanas.

De acordo com Gladkov, a região de Belgorod também foi alvo, nas últimas 24 horas, de múltiplos ataques de 'drones' (aeronaves sem tripulação) e de disparos de morteiros que danificaram automóveis em várias localidades.

O Ministério da Defesa russo anunciou que destruiu três 'drones' ucranianos que sobrevoavam a região de Belgorod durante a noite.

Uma estação de comboios foi igualmente atingida hoje por um ataque de 'drones' na região russa de Kursk, que também faz fronteira com a Ucrânia.

"A estação ferroviária de Glushkovo foi alvo de ataques da Ucrânia", anunciou o governador da região de Kursk, Roman Starovoyt, nas redes sociais.

O ataque "não causou feridos", referiu.

Os ataques provocaram um incêndio que foi rapidamente contido e danificaram as linhas de alta tensão, cortando a eletricidade da estação ferroviária de Glushkovo e da aldeia vizinha de Kulbaki, segundo a mesma fonte.

Um 'drone' também foi destruído hoje de manhã sobre a região de Kursk, de acordo com o Ministério da Defesa russo.

A Ucrânia lançou uma contraofensiva em junho com pouco sucesso e enfrenta atualmente uma nova ofensiva russa no leste.

Leia Também: Kyiv reclama ter atingido navio de guerra russo no Mar Negro

Recomendados para si

;
Campo obrigatório