Meteorologia

  • 25 MAIO 2024
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 25º

Turistas atacados na Índia. Mulher foi violada por grupo de 7 homens

Quatro dos suspeitos já foram detidos, após Fernanda e Vicente revelarem o ataque no Instagram.

Turistas atacados na Índia. Mulher foi violada por grupo de 7 homens
Notícias ao Minuto

15:21 - 04/03/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Índia

Um casal que viajava pela Índia foi atacado, na sexta-feira, por um grupo de sete homens. Fernanda, de 28 anos, foi violada à vez pelos homens durante três horas. O seu companheiro, Vicente, foi agredido e ameaçado de morte. 

Vicente, de 63 anos, é espanhol e a companheira é brasileira e tem cidadania espanhola. A dupla já percorreu 66 países de moto e descrevem as aventuras no Instagram, onde contam com mais de 300 mil seguidores.

O casal começou a mais recente viagem no Afeganistão e teria como destino final a Nova Zelândia. Vicente e Fernanda passaram pela Índia, onde estiveram mais de seis meses, mas a estadia terminou com uma violação coletiva. 

"Estávamos a caminho da fronteira com o Nepal, já estávamos de saída da Índia. Já estava a escurecer e decidimos parar e acampar", contou o espanhol ao jornal El Mundo. O casal foi depois surpreendido por um grupo de homens, que chegaram em motos, e começaram a gritar e a atirar pedras. 

Fernanda e Vicente ficaram assustados e tentaram conversar com o grupo. No entanto, três homens agarraram Fernanda e levaram-na para dentro do mato. Vicente tentou seguir a companheira, mas foi agarrado e agredido por quatro homens. "Eles amarraram-me e colocaram uma faca no meu pescoço. Disseram-me que me iam matar", revelou o homem. 

A mulher foi despida e implorou para que não lhe fizessem mal, mas acabou por ser violada durante três horas pelos homens. Enquanto decorria a violação em grupo, Vicente foi mantido com uma lona na cabeça e sob ameaça de que lhe cortariam a cabeça. 

Depois do ataque, o casal foi encontrado por uma patrulha da polícia numa estrada próxima do mato. No entanto, devido à barreira linguística, a polícia não percebeu que se tinha tratado de uma violação. Só num centro de saúde se confirmou o ataque. 

Entretanto, quatro homens já foram detidos pelo crime, enquanto outros três continuam desaparecidos.

O casal partilhou um vídeo nas redes sociais a divulgar o ataque. “A polícia pediu-nos discrição e para retirarmos a publicação. Queriam evitar fazer muito barulho à nossa volta, mas estão a cuidar bem de nós, assim como as autoridades consulares espanholas”, acrescentou Vicente. 

O casal continua no país devido ao processo judicial, mas pretende ir para o Nepal assim que puderem. Depois, planeiam apanhar um avião, com destino a Espanha. 

Esta segunda-feira, a Índia indemnizou o casal com um cheque de um milhão de rúpias (mais de 11.000 euros), segundo o El Periodico.

“A única coisa que peço agora é que as pessoas não vejam a Índia como um país de violadores. Em geral, é um lugar muito seguro, onde temos sido muito bem tratados, por pessoas muito humildes e trabalhadoras. Existem pessoas más em todos os lugares", afirmou Vicente. 

Leia Também: Dois irmãos fugiram dos pais na Índia. Demoraram 13 anos a voltar a casa

Recomendados para si

;
Campo obrigatório