Meteorologia

  • 20 ABRIL 2024
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 23º

Supremo Tribunal vai avaliar imunidade de Donald Trump

Os juízes decidiram ouvir os argumentos na semana de 22 de abril.

Supremo Tribunal vai avaliar imunidade de Donald Trump
Notícias ao Minuto

22:49 - 28/02/24 por Notícias ao Minuto com Lusa

Mundo EUA

O Supremo Tribunal dos EUA concordou, esta quarta-feira, em avaliar se o ex-presidente norte-americano Donald Trump pode reclamar imunidade no processo em que é acusado de conspirar para anular os resultados das eleições de 2020.

De acordo com o New York Times, os juízes decidiram ouvir os argumentos na semana de 22 de abril. Até que haja uma decisão, os procedimentos da primeira instância vão permanecer congelados.

Assim, a justiça norte-americana vai analisar "se e em que medida um ex-presidente usufrui de imunidade presidencial de um processo criminal por conduta que alegadamente envolveu atos oficiais durante o seu mandato", referiu o tribunal. 

A questão da imunidade presidencial tornou-se um obstáculo nos diversos casos que o Departamento de Justiça dos EUA abriu contra Trump, e especialmente no de Washington, por tentativa de reverter o resultado de 2020, quando perdeu as eleições para o democrata Joe Biden.

Um tribunal federal de recurso dos EUA rejeitou a imunidade criminal de Donald Trump em 06 de fevereiro, reabrindo o caminho ao seu julgamento.

Em 12 de fevereiro, a defesa de Donald Trump pediu ao Supremo Tribunal que suspendesse a decisão de recurso e que aceitasse o seu recurso, para anular esta decisão.

A mais alta instância judicial nos Estados Unidos pode determinar se o ex-presidente irá a julgamento em Washington antes das eleições presidenciais de novembro, onde é o principal favorito entre os republicanos.

Donald Trump manifestou a sua preocupação por estar envolvido num julgamento enquanto se prepara para disputar as eleições norte-americanas. “A realização de um julgamento criminal do presidente Trump, que durou meses, no auge da campanha eleitoral, perturbará radicalmente a capacidade do presidente Trump de fazer campanha contra o presidente Biden – o que parece ser o ponto principal das persistentes demandas de expedição do conselho especial”, referia o requerimento apresentado pelo ex-presidente dos EUA. 

Já o procurador especial Jack Smith, que tem liderado duas investigações federais relacionadas a Trump que resultaram em acusações contra o ex-presidente, instou o Supremo a permitir que Donald Trump seja levado, sem mais demora, a julgamento por tentativa de anulação ilegal dos resultados das eleições de 2020.

Dos nove juízes do Supremo Tribunal, três foram nomeados por Trump.

O processo em Washington é uma das quatro acusações criminais que Trump enfrenta.

O ex-presidente enfrenta um total de 91 acusações, em quatro processos que estão em diferentes fases e velocidades, em tribunais diferentes.

[Notícia atualizada às 23h05]

Leia Também: Advogados de Trump pedem suspensão de caução de 420 milhões de euros

Recomendados para si

;
Campo obrigatório