Meteorologia

  • 24 ABRIL 2024
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 24º

Ex-primeiro-ministro da Austrália despede-se da política com Taylor Swift

Scott Morrison, de 55 anos, aceitou o desafio as filhas e no seu discurso de despedida conseguiu 'encaixar' os títulos dos álbuns da cantora norte-americana Taylor Swift.

Ex-primeiro-ministro da Austrália despede-se da política com Taylor Swift
Notícias ao Minuto

10:04 - 28/02/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Austrália

O ex-primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, despediu-se, na terça-feira, da vida política com uma espécie de 'bingo Taylor Swift', no qual conseguiu encaixar os títulos de vários álbuns da cantora norte-americana no seu discurso. 

O desafio foi proposto pelas suas filhas adolescentes, Lily e Abbey, e suscitou vários risos na Câmara dos Representantes da Austrália. 

"Na preparação para este dia, Lily e Abbey sugeriram que eu jogasse um tipo de bingo da Taylor Swift", começou por explicar aos deputados. "Elas disseram para tentar incluir os nomes de todos os álbuns de Taylor Swift no meu discurso".

Eis o discurso na íntegra:

"É verdade que os meus adversários políticos me fizeram muitas vezes ficar vermelho ('Red'). Muitas vezes submetido aos poetas torturados ('The Tortured Poets Department') que se levantavam para atacar a minha reputação ('Reputation'). Em resposta, sempre achei importante ser destemido ('Fearless') e falar agora ('Speak Now') ou manter para sempre o meu silêncio e permitir que esses ataques se tornassem folclore ('Folklore'). Desde que saí da universidade, em 1989 ('1989'), esta tem sido sempre a minha abordagem. A minha grande consolação sempre foi a minha amante ('Lover'), Jen, que sempre esteve ao meu lado sempre que precisei dela, desde o amanhecer e para além das meias-noites ('Midnights') que partilhámos. Afinal, sou um verdadeiro novo romântico. E posso garantir-vos que não há 'ressentimento' ('Bad Blood'), pois sempre fui uma pessoa capaz de esquecer ('Shake it Off')".

Scott Morrison, que foi primeiro-ministro da Austrália entre 2018 e 2022, sendo substituído pelo atual governante, Anthony Albanese, era o representante do distrito eleitoral de Cook, em Sydney, no parlamento australiano. 

Em janeiro, anunciou que se afastaria da vida política após quase 20 anos. Na altura, justificou a decisão com a vontade de "assumir novos desafios no setor corporativo mundial e passar mais tempo com a família". "Foi uma grande honra servir como deputado por Cook e como primeiro-ministro", declarou.

Leia Também: Homens ganham mais 19% do que mulheres em grandes empresas australianas

Recomendados para si

;
Campo obrigatório