Meteorologia

  • 22 ABRIL 2024
Tempo
20º
MIN 14º MÁX 27º

Enviado chinês na Europa para promover "solução política" na Ucrânia

O representante especial da China para os assuntos euro-asiáticos vai deslocar-se à Europa no sábado e visitar, Bélgica, Polónia, Ucrânia, Alemanha e França e ainda a Rússia para promover uma "solução política" para a guerra na Ucrânia.

Enviado chinês na Europa para promover "solução política" na Ucrânia
Notícias ao Minuto

08:55 - 28/02/24 por Lusa

Mundo Guerra na Ucrânia

A porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros chinês, Mao Ning, disse em conferência de imprensa que Li Hui vai visitar a Ucrânia e outras partes interessadas para "promover uma solução política" e sublinhou a "urgência de restaurar a paz".

Mao referiu que a China "tem mantido uma comunicação estreita com todas as partes, incluindo a Rússia e a Ucrânia", e tem desempenhado "um papel construtivo" na "facilitação do diálogo".

Recordou que Pequim publicou o seu documento de posição sobre o conflito em 2023, que foi recebido com ceticismo pela Ucrânia e pelos seus aliados ocidentais.

"A China não ficou de braços cruzados, não colocou lenha na fogueira e não beneficiou com o conflito", afirmou.

Trata-se da segunda viagem de Li à Europa, depois da sua deslocação em meados de 2023. O representante reconheceu então que existem "dificuldades" em sentar a Ucrânia e a Rússia à mesa das negociações de paz.

A China tem mantido uma posição ambígua desde o início da guerra na Ucrânia, apelando ao respeito pela integridade territorial da Ucrânia, ao mesmo tempo que exige atenção às "legítimas preocupações de segurança" da Rússia e se opõe às sanções contra Moscovo.

Leia Também: Suécia. China espera que NATO adote "conceito de segurança comum"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório