Meteorologia

  • 20 ABRIL 2024
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 23º

Onde afundou o SS Nemesis? Mistério com mais de 120 anos resolvido

A tripulação do navio, desaparecido em 1904, morreu e os corpos foram dando à costa, na Austrália, ao longo das semanas seguintes. Nunca se descobriu onde estavam os restos do barco... até agora.

Onde afundou o SS Nemesis? Mistério com mais de 120 anos resolvido
Notícias ao Minuto

19:57 - 26/02/24 por Teresa Banha

Mundo Austrália

Os restos de um navio que naufragou há 120 anos na costa australiana foram identificados como pertencentes ao SS Nemesis, colocando fim a um mistério com 120 anos.

De acordo com o que o ministério do Ambiente e Património de Nova Gales do Sul explica, o navio em causa foi detetado acidentalmente em 2022, nas águas junto a Port Kembla, na região australiana de Nova Gales do Sul, quando uma empresa procurava contentores que estavam também perdidos no mar.

“O mistério do SS Nemesis, com 120 anos, e dos 32 tripulantes que perderam a vida foi resolvido”, afirmou o ministério em comunicado.

Os responsáveis explicam ainda que, apesar de os restos terem sido encontrados em 2022, só em setembro de 2023 é que, com a ajuda da Agência Nacional de Ciência, se conseguiu captar imagens subaquáticas que identificavam as marcas distintivas do barco a vapor, que, em em julho de 1904 transportava carvão até à cidade australiana de Melbourne.

“A nossa inspeção visual dos destroços mostrou que algumas estruturas-chave estavam intactas e identificáveis, incluindo duas âncoras do navio”, explicou Phil Vandenbossche, um dos investigadores também em comunicado.

Segundo explicam as publicações norte-americanas, houve depois uma investigação por forma a perceber o que se tinha passado com o navio, que tirou a vida a 32 pessoas – cujos corpos foram dando à costa nas semanas seguintes ao acidente.

Os investigadores determinaram que muito provavelmente o navio foi atingido por uma grande onda e que o motor foi ‘engolido’, tendo o navio naufragado demasiado rápido "para que os barcos salva-vidas fossem acionados”.

O governo australiano refere agora que está determinado em encontrar os familiares das vítimas – que tinham nacionalidade australiana, britânica e canadiana. “Cerca de 40 crianças perderam os seus pais neste naufrágio e eu espero que esta descoberta traga algum tipo de fecho para as famílias e amigos”, explicou Penny Sharpe, ministro responsável pela pasta que anunciou a descoberta.

"A perda do Nemesis tem sido descrita como um dos mistérios marítimos mais duradouros de Sydney e foi mesmo descrita pelos investigadores de naufrágios como o 'Santo Graal'", disse Sharpe, acrescentando: "Graças ao trabalho de colaboração com a CSIRO e a Subsea, utilizando tecnologia moderna e registos históricos, a Heritage NSW conseguiu escrever o capítulo final da história do SS Nemesis".

Veja as imagens na galeria acima.

Leia Também: "Não temos macho". Gravidez de raia choca aquário nos EUA (e há teorias)

Recomendados para si

;
Campo obrigatório