Meteorologia

  • 23 ABRIL 2024
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 24º

Novo primeiro-ministro? Taiwan quer "continuar a trabalhar" com Tuvalu

O Governo de Taiwan endereçou hoje as "mais calorosas felicitações" ao novo primeiro-ministro de Tuvalu, Feleti Teo, com quem vai tentar "continuar a trabalhar para promover a paz, estabilidade, prosperidade e o desenvolvimento" na região.

Novo primeiro-ministro? Taiwan quer "continuar a trabalhar" com Tuvalu
Notícias ao Minuto

07:59 - 26/02/24 por Lusa

Mundo Taiwan

O parlamento de Tuvalu elegeu Feleti Teo como primeiro-ministro, em substituição de Kausea Natano, que adotou uma posição diplomática pró-Taipé e perdeu o seu lugar nas eleições gerais de 26 de janeiro na pequena nação insular.

Em comunicado, o Ministério dos Negócios Estrangeiros taiwanês afirmou que o novo primeiro-ministro de Tuvalu "é um amigo" de Taiwan, ilha que visitou em "numerosas ocasiões".

"Teo afirmou que a amizade entre Taiwan e Tuvalu é forte e que o apoio às relações diplomáticas entre Taiwan e Tuvalu é, desde há muito, consensual entre todos os setores de Tuvalu", afirmou o Ministério dos Negócios Estrangeiros de Taiwan, em comunicado, sublinhando que Teo continuará a esforçar-se pela "expansão do envolvimento internacional de Taiwan".

"No futuro, Taiwan e Tuvalu vão continuar a basear-se nos resultados frutíferos da cooperação passada e a trabalhar lado a lado para promover conjuntamente a paz, estabilidade, prosperidade e o desenvolvimento na região do Indo-Pacífico", referiu a mesma nota.

Tuvalu, uma nação remota do Pacífico com uma população de pouco mais de 11.000 habitantes, é um dos doze Estados do mundo que mantêm relações diplomáticas oficiais com Taiwan.

Reconhecer o Governo de Taipé significa não manter relações diplomáticas formais com Pequim, uma vez que a China não reconhece o estatuto jurídico internacional de Taiwan, uma ilha autónoma desde 1949 que considera uma "província rebelde".

Onze dias antes das eleições em Tuvalu, Nauru, uma república do Pacífico Sul, anunciou inesperadamente o corte de relações com Taiwan e mudou o reconhecimento diplomático para Pequim, tal como fizeram os Estados insulares de Kiribati e das Ilhas Salomão em 2019.

Leia Também: Responsável do partido de oposição em Taiwan visita China

Recomendados para si

;
Campo obrigatório