Meteorologia

  • 17 ABRIL 2024
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 28º

Hutis anunciam novo ataque contra navios dos EUA no Mar Vermelho

Os rebeldes xiitas Hutis do Iémen anunciaram hoje novos ataques com mísseis e drones contra um petroleiro e as forças navais dos Estados Unidos da América (EUA) no Mar Vermelho.

Hutis anunciam novo ataque contra navios dos EUA no Mar Vermelho
Notícias ao Minuto

10:27 - 25/02/24 por Lusa

Mundo Hutis

O anúncio, feito por comunicado, surgiu depois de os EUA, juntamente com o Reino Unido, terem confirmado uma quarta onda de bombardeios contra o grupo pró-iraniano.

No documento, o porta-voz militar Huthi, Yahya Sarea, disse que "as forças navais do Iémen (como os Hutis se definem) realizaram uma operação militar qualitativa com uma série de mísseis navais adequados contra o petroleiro americano 'Torm Thor' no Golfo de Aden".

O porta-voz não deu mais detalhes sobre o ataque, que ainda não foi confirmado por outras fontes, e que ocorre depois de os EUA e o governo iemenita, internacionalmente reconhecido, terem alertado, no sábado, para as consequências ambientais de um derrame de milhares de toneladas de fertilizante, procedente de um navio cargueiro que os insurgentes iemenitas atacaram dias antes no mar Vermelho.

Yahya Sarea afirmou também que o seu grupo "atacou com drones vários navios de guerra americanos no mar Vermelho".

A nova comunicação Huthi foi divulgada depois da meia-noite, hora local, no Iémen, pouco depois de os EUA e o Reino Unido anunciarem que tinham bombardeado 18 "alvos" Hutis, na quarta operação conjunta desde que as duas potências iniciaram ataques contra as posições Hutis, em meados de janeiro.

Esta quarta operação, segundo o comunicado conjunto dos EUA e Reino Unido, contou com o apoio da Austrália, Barém, Canadá, Dinamarca, Países Baixos e Nova Zelândia, e teve como alvo armazéns de mísseis subterrâneos, sistemas de defesa aérea, radares e um helicóptero.

Embora não tenha referido diretamente os últimos atentados, o porta-voz Huthi advertiu que o grupo "enfrentará a escalada EUA-Reino Unido com operações militares de maior qualidade".

Também reiterou que continuarão os ataques contra os navios israelitas ou ligados a Israel "até que termine a agressão ao povo palestino de Gaza e se levante o cerco (imposto por Israel) sobre a Faixa".

Os Hutis, apoiados pelo Irão, iniciaram os ataques no mar Vermelho em novembro passado, após o início da guerra de Israel em Gaza, e as suas ameaças tiveram um grande impacto na navegação dessa rota marítima, por onde circula quase 15% do comércio marítimo global.

Leia Também: Novos ataques dos EUA e Reino Unido visam 8 instalações Hutis no Iémen

Recomendados para si

;
Campo obrigatório