Meteorologia

  • 18 ABRIL 2024
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 26º

EUA. Ex-líder do lóbi das armas vai pagar mais 4 de milhões por corrupção

A responsável pelo caso sublinhou que em Nova Iorque ninguém se pode "safar" de casos de ganância de corrupção, por mais "poderoso" que alguém seja.

EUA. Ex-líder do lóbi das armas vai pagar mais 4 de milhões por corrupção
Notícias ao Minuto

00:04 - 24/02/24 por Notícias ao Minuto

Mundo EUA

O ex-líder da National Rifle Association (NRA), Wayne LaPierre, vai ter de pagar 4,3 milhões de dólares [quase quatro milhões de euros] à organização em questão, decidiu, esta sexta-feira, um tribunal nos Estados Unidos.

Em causa está um processo levado a cabo pela Procuradoria-Geral de Nova Iorque, que, perante o veredicto, concluiu que o grupo de defesa dos direitos de armas geriu mal os fundos de beneficência quando não conseguiu impedir que milhões de dólares fossem desviados - incluindo por LaPierre, um líder histórico.

A procuradora Letitia James alegou que os principais executivos da NRA desrespeitavam as regras da organização sem fins lucrativos ao desviar milhões de dólares para financiar um estilo de vida luxuoso, incluindo viagens às Bahamas, safaris em África e passeios em iates.

Segundo as publicações norte-americanas, La Pierre terá desrespeitado os seus deveres entre 2014 e 2022, quando estava à frente do grupo. Durante estes anos terá criado um 'buraco' na NRA no valor de 5,4 milhões de dólares, mas provou que já tinha reposto mais de um milhão de dólares.  

De acordo com o que James explicou, no total, o grupo e dois executivos envolvidos nestes 'desvios' terão de pagar 6,4 milhões de dólares - é que para além de La Pierra, que foi a "figura central" do caso, segundo os jurados, também um outro executivo, Wilson Philips, terá de pagar cerca de dois milhões.

"Em Nova Iorque não te podes safar da corrupção e ganância, não importa quão poderoso ou influente aches que és", escreveu a procuradora na rede social X (antigo Twitter), citada pela imprensa internacional. "Todos, mesmo a NRA e Wayne, devem jogar pelas mesmas regras", rematou.

LaPierre demitiu-se cargos de vice-presidente executivo e diretor executivo da NRA no final de janeiro, sublinhando que tinha "orgulho" no que tinha alcançado à frente da organização. "Nunca deixarei de apoiar a NRA e sua luta para defender a liberdade da Segunda Emenda [da Constituição, sobre o direito ao porte de armas de fogo]. Nunca a minha paixão pela nossa causa foi tão profunda como hoje", adiantou na altura.

LaPierre, de 74 anos, é conhecido pelas suas posições extremas sobre o porte de armas no país, incluindo que a solução para os tiroteios frequentes em estabelecimentos de ensino é colocar nos mesmos guardas fortemente armados.

Leia Também: Líder histórico do lóbi das armas de fogo nos EUA demite-se

Recomendados para si

;
Campo obrigatório