Meteorologia

  • 18 ABRIL 2024
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 25º

Moldova. UE sanciona seis e organização por tentarem diminuir democracia

A União Europeia (UE) acrescentou hoje seis pessoas e uma organização à lista de sanções por tentativas de desestabilização democrática e ameaças à soberania da República da Moldova.

Moldova. UE sanciona seis e organização por tentarem diminuir democracia
Notícias ao Minuto

16:06 - 22/02/24 por Lusa

Mundo Guerra na Ucrânia

Em comunicado, o Conselho da UE anunciou a imposição de "medidas restritivas contra seis pessoas e uma entidade responsáveis por ações com a finalidade de desestabilizar, diminuir e ameaçar a soberania e independência" do país, que é candidato à adesão ao bloco comunitário.

"A Moldova é um dos países mais afetados pelas consequências da invasão ilegal da Ucrânia pela Rússia. São tentativas sérias, cada vez mais consistentes para desestabilizar o país. A adição destas pessoas à lista de sanções demonstra o apoio inequívoco da UE à Moldova, a sua estabilidade, independência e soberania", acrescentaram as autoridades europeias.

Foram acrescentados à lista a associação Scutul Poporului, que de acordo com o Conselho "tentou repetidamente diminuir o Governo democrático da Moldova, incitando tumultos e demonstrações violentas".

Na lista está também o responsável pelas "operações ocultas" do Kremlin na Moldova, "notavelmente na Transnístria desde 2016", assim como executivos de órgãos de comunicação social moldavos que "promovem frequentemente mensagem com o objetivo de diminuir o processo político do país".

À semelhança de outros casos, todos os sancionados estão sujeitos a restrições de viajar para o espaço da UE e ao congelamento de bens que possuam nos países do bloco comunitário.

Leia Também: Nove cidades portuguesas vão assinalar os dois anos de guerra na Ucrânia

Recomendados para si

;
Campo obrigatório