Meteorologia

  • 12 ABRIL 2024
Tempo
23º
MIN 15º MÁX 27º

Polónia diz que protegerá passagens de fronteira com território ucraniano

A Polónia vai incluir os pontos de passagem na fronteira com a Ucrânia na lista de "infraestruturas críticas" para evitar perturbações que possam afetar a entrega de ajuda militar e humanitária, anunciou hoje o chefe de governo polaco.

Polónia diz que protegerá passagens de fronteira com território ucraniano
Notícias ao Minuto

13:00 - 22/02/24 por Lusa

Mundo Ucrânia/Rússia

"Para garantir que 100% da ajuda militar (...), humanitária e médica chega sem demora à Ucrânia, as passagens de fronteira com a Ucrânia, certas estradas e ferrovias serão incluídas na lista de infraestruturas críticas", declarou hoje o primeiro-ministro polaco, Donald Tusk, aos jornalistas.

"Isso também significará uma organização diferente nas passagens de fronteira, nas estradas e nas ferrovias que levam à fronteira com a Ucrânia", acrescentou Tusk, sem dar mais detalhes.

Tusk, no entanto, referiu que, até ao momento, "nunca houve quaisquer perturbações ou problemas significativos" com os transportes militares ou humanitários que vão para a Ucrânia.

A Polónia tem estado entre os maiores apoiantes da Ucrânia desde o lançamento da ofensiva militar russa em fevereiro de 2022, mas as relações entre os polacos e ucranianos foram marcadas por disputas comerciais nos últimos meses.

Depois de um longo bloqueio na fronteira entre a Polónia e a Ucrânia realizado por camionistas polacos, os agricultores iniciaram hoje um novo movimento de protesto, bloqueando cerca de uma centena de estradas na Polónia e pontos de passagem fronteiriços com a Ucrânia.

Os agricultores polacos protestam nomeadamente contra as importações agroalimentares da Ucrânia, que consideram "descontroladas", e contra a política agrícola europeia.

Trigo ucraniano foi despejado nas estradas e em ferrovias por agricultores furiosos, provocando fortes reações em Kiev e também em Varsóvia.

Uma reunião entre os governos da Polónia e da Ucrânia será realizada em 28 de março, em Varsóvia.

"Já tínhamos acordado em Kiev (...) com o primeiro-ministro (ucraniano) Denys Chmygal e o Presidente (ucraniano, Volodymyr) Zelensky foi informado que a reunião dos dois governos será realizada em 28 de março, em Varsóvia", afirmou ainda Donald Tusk.

Leia Também: Bruxelas mais próxima de avaliar pacote de reformas judiciais polaco

Recomendados para si

;
Campo obrigatório