Meteorologia

  • 12 JULHO 2024
Tempo
24º
MIN 16º MÁX 27º

Michel recorda manifestantes que deram a vida na Euromaidan há dez anos

O presidente do Conselho Europeu recordou hoje os manifestantes ucranianos que há dez anos morreram na Praça da Independência, em Kyiv, "enquanto defendiam a liberdade, a Europa e os princípios democráticos".

Michel recorda manifestantes que deram a vida na Euromaidan há dez anos
Notícias ao Minuto

14:17 - 20/02/24 por Lusa

Mundo Conselho Europeu

"Há dez anos, manifestantes pacíficos dirigiram-se para a Praça Maidan, heróis e heroínas, que perderam as suas vidas enquanto defendiam a liberdade, a Europa e os princípios democráticos", escreveu Charles Michel, na rede social X (antigo Twitter).

"Homenageámos a sua coragem humildemente, pela sua tenacidade formidável. Nunca vamos esquecer os sacrifícios de Maidan, o seu legado inspira-nos ainda hoje", completou o antigo primeiro-ministro belga.

Há dez nos, os protestos que tinham irrompido em 2013 acabaram por ser reprimidos pela polícias na principal praça da capital da Ucrânia, a Praça da Independência que ficou conhecida como a "Euromaidan" (junção entre os termos euro e maidan, nome ucraniano para praça), uma onda de agitação civil que levou à renúncia do então Presidente pró-russo Viktor Yanukovych e do seu governo.

Mais de 110 pessoas morreram.

Naquela que foi também designada como Primavera Ucraniana, os manifestantes exigiam a integração na UE, num contexto de corrupção generalizada, de abuso de poder e de violação dos direitos humanos.

Leia Também: UE responsabiliza regime russo por "morte trágica" de Navalny

Recomendados para si

;
Campo obrigatório