Meteorologia

  • 25 ABRIL 2024
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 19º

Guterres "chocado" com morte de Navalny e pede "investigação credível"

O secretário-geral da ONU está "chocado" com a notícia da morte do opositor russo Alexei Navalny numa prisão no Ártico e pede uma "investigação completa, credível e transparente" para apurar as circunstâncias, indicou o porta-voz de António Guterres.

Guterres "chocado" com morte de Navalny e pede "investigação credível"
Notícias ao Minuto

18:57 - 16/02/24 por Lusa

Mundo ONU

"O secretário-geral está chocado com a notícia da morte durante regime de detenção da figura da oposição Alexei Navalny", disse o porta-voz de Guterres, Stéphane Dujarric, no decurso da sua conferência de imprensa diária na sede da ONU, em Nova Iorque.

"O secretário-geral expressa as suas condolências à família do senhor Navalny e apela a uma investigação completa, credível e transparente sobre as circunstâncias da reportada morte de Navalny sob custódia", acrescentou.

O opositor russo Alexei Navalny, um dos principais críticos do Presidente Vladimir Putin, morreu hoje na prisão, segundo o serviço penitenciário federal da Rússia.

Navaly, 47 anos, estava numa prisão no Ártico, para cumprir uma pena de 19 anos de prisão sob "regime especial" e, segundo aqueles serviços, sentiu-se mal depois de uma caminhada e perdeu a consciência.

Até ao momento, a equipa de Navalny não confirmou esta informação, mas destacados dirigentes ocidentais e os apoiantes do opositor responsabilizam o Presidente russo, Vladimir Putin, pela sua morte.

A presidência russa já classificou como "inadmissíveis" as declarações dos líderes ocidentais.

Leia Também: Guterres defende paz sustentável para terminar o conflito

Recomendados para si

;
Campo obrigatório