Meteorologia

  • 02 MARçO 2024
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 14º

Pai que provocou fogo em chá revelação condenado por morte de bombeiro

O homem declarou-se culpado do crime de homicídio involuntário após um bombeiro ter morrido no incidente.

Pai que provocou fogo em chá revelação condenado por morte de bombeiro
Notícias ao Minuto

14:47 - 12/02/24 por Notícias ao Minuto

Mundo EUA

O homem que provocou um incêndio durante um chá revelação, no sul da Califórnia, nos Estados Unidos, e levou à morte de um bombeiro, em 2020, declarou-se culpado do crime de homicídio involuntário. 

O incidente ocorreu a 5 de setembro de 2020, quando Refugio Jr. e a mulher, Angelina Jimenez, organizaram uma sessão fotográfica para revelar o sexo do bebé no El Dorado Ranch Park, segundo a agência de notícias The Associated Press (AP).

Na altura, os bombeiros indicaram que a causa do incêndio foi "um dispositivo pirotécnico gerador de fumo", que foi acionado num campo e incendiou a erva seca num dia de calor extremo. O casal ainda tentou apagar as chamas, mas não teve sucesso e alertou as autoridades.  

Um bombeiro, identificado como Charles Morton, de 39 anos, morreu durante o combate às chamas.

Mais de três anos após o incidente, Refugio Jimenez Jr. declarou-se culpado de uma acusação de uma acusação de homicídio involuntário e de duas acusações de ter provocado um incêndio numa estrutura habitada. Após um acordo, foi condenado a um ano de prisão e a dois de liberdade condicional, além do cumprimento de 200 horas de serviço comunitário.

Já Angelina Jimenez declarou-se culpada de três acusações de incêndio em propriedade alheia e foi condenada a um ano de liberdade condicional e 400 horas de serviço comunitário. O casal terá ainda de pagar 1.789.972 dólares de indemnização (cerca de 1,6 milhões de euros).

Leia Também: EUA. Família de 6 dada como morta após tiroteio e incêndio numa casa

Recomendados para si

;
Campo obrigatório