Meteorologia

  • 22 FEVEREIRO 2024
Tempo
17º
MIN 12º MÁX 17º

Estado do Alasca confirma primeiro caso fatal do vírus Alaskapox

Vírus só foi identificado no Alasca.

Estado do Alasca confirma primeiro caso fatal do vírus Alaskapox
Notícias ao Minuto

12:08 - 11/02/24 por Notícias ao Minuto

Mundo EUA

As autoridades sanitárias do Alasca confirmaram o primeiro caso fatal do vírus Alaskapox no estado norte-americano. 

Num documento divulgado no passado dia 9 de fevereiro, o Departamento de Saúde Pública do Alasca revelou que a vítima mortal se trata de um idoso, com historial de imunossupressão induzida por medicamentos, secundária ao tratamento do cancro. 

"Este é o primeiro caso de infeção grave por Alaskapox que resultou em hospitalização e morte. O estado imunocomprometido do paciente provavelmente contribuiu para a gravidade da doença", lê-se no documento. 

O vírus foi relatado pela primeira vez em 2015 e, em fevereiro deste ano, foram identificados sete casos de infeção.

O vírus é um ortopoxvírus, ou seja, pertence ao mesmo género da varíola, conhecido por infetar mamíferos, incluindo humanos, e pode levar ao desenvolvimento de lesões cutâneas.

O caso fatal, o primeiro identificado fora do interior do Alasca, demorou meses a ser diagnosticado, uma vez que os casos de Alaskapox, até então identificados, só apresentavam sintomas ligeiros. 

O homem notou um um inchaço vermelho na axila direita em setembro e foram-lhe receitados antibióticos. Contudo, seis semanas depois, os sintomas intensificaram-se, incluindo fadiga e dores.

Foi hospitalizado em dezembro, submetido a vários testes e deu positivo a varíola bovina. Contudo, testes adicionais, revelaram que em causa estava, afinal, o vírus Alaskapox.

O seu estado de saúde melhorou uma semana após a administração de medicamentos por via intravenosa, mas morreu no final de janeiro, após sofrer de insuficiência renal e respiratória. 

A forma como contraiu o vírus ainda não é clara, embora as autoridades acreditem que em causa terão estado os arranhões causados por um gato vadio. 

Outros doentes a quem foi diagnosticado o vírus não necessitaram de tratamento, mas todos tinham um sistema imunitário saudável, segundo as autoridades sanitárias.

Os sintomas do Alaskapox "incluem uma ou mais lesões cutâneas (inchaços ou pústulas) e outros sintomas como gânglios linfáticos inchados e dores articulares e/ou musculares. As pessoas imunocomprometidas podem correr um risco acrescido de contrair uma doença mais grave", refere o  Departamento de Saúde Pública do Alasca.

Leia Também: Bebé morre depois de a mãe a colocar acidentalmente no forno nos EUA

Recomendados para si

;
Campo obrigatório