Meteorologia

  • 15 JUNHO 2024
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 22º

Ataques em região disputada entre Sudão e Sudão do Sul fazem 19 mortos

Dezanove pessoas, incluindo um trabalhador de uma agência humanitária, foram mortos sábado e hoje em ataques de motivação étnica na disputada região de Abyei, zona fronteiriça entre o Sudão e o Sudão do Sul, afirmou a autoridade local.

Ataques em região disputada entre Sudão e Sudão do Sul fazem 19 mortos
Notícias ao Minuto

21:26 - 04/02/24 por Lusa

Mundo Sudão do Sul

"Os ataques contra civis resultaram em perda de vidas, queima de mercados, saques de propriedades e desvio de gado. O número de vítimas é de 19 mortos e 18 feridos", disse a Autoridade Administrativa de Abyei (AAA) num comunicado divulgado hoje.

Os confrontos são frequentes em Abyei, uma região produtora de petróleo na fronteira entre o Sudão e o Sudão do Sul, sem estatuto definido e disputada pelos dois países, que está sob a proteção da ONU.

Uma pessoa foi morta no sábado num ataque e três foram sequestradas, e outras 18 pessoas foram mortas hoje "incluindo quatro mulheres, três crianças e um trabalhador dos médicos sem fronteiras", acrescentou a mesma fonte.

No fim de semana passado, confrontos semelhantes entre membros das duas tribos rivais da étnia Dinka, os Ngok de Abyei e os Twic do vizinho Estado de Warrap, deixaram 54 mortos, incluindo dois soldados da paz, e 64 feridos.

"Este ciclo de ataques coordenados viola a ordem presidencial que pede uma solução pacífica do conflito comunitário entre o povo Dinka Ngok e Twic do Estado de Warrap", acrescentou.

O conflito entre as tribos Twic e Ngok, ambas do maior grupo étnico do país, começou em 2022 por reivindicações de terras numa área na fronteira do território de Abyei com o Estado de Warrap.

Em janeiro, o presidente sul-sudanês, Salva Kiir, pediu um cessar-fogo.

Leia Também: Confrontos entre pastores no Sudão do Sul fazem pelo menos 39 mortos

Recomendados para si

;
Campo obrigatório