Meteorologia

  • 21 MAIO 2024
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 20º

Putin alega "razões sanitárias" para manter distância em cerimónia

Evento no Kremlin ficou marcado por situação insólita, em que Putin discursou a vários metros de distância dos novos embaixadores.

Putin alega "razões sanitárias" para manter distância em cerimónia
Notícias ao Minuto

14:10 - 05/12/23 por Notícias ao Minuto

Mundo Kremlin

Vladimir Putin recusou-se a aproximar de novos embaixadores em Moscovo, numa cerimónia que decorreu na segunda-feira.

Em cenas que o Daily Mail descreve como "embaraçosas", o presidente russo manteve uma atitude que fez lembrar as medidas de seguranças impostas durante a pandemia da Covid-19.

Putin terá mesmo alegado "razões sanitárias" para se manter a uma distância superior a cinco metros dos novos embaixadores no país.

A cerimónia em causa visava a entrega de credenciais pelos embaixadores estrangeiros recentemente nomeados.

Putin deu as boas-vindas, entre outros, aos novos representantes da Alemanha, Suécia, Reino Unido, Grécia e Eslovénia.

Leia Também: Putin lamenta deterioração das relações da Rússia com Ocidente

Recomendados para si

;
Campo obrigatório