Meteorologia

  • 21 FEVEREIRO 2024
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 20º

Já são 57 os detidos na Serra Leoa pela tentativa de golpe de Estado

O Governo da Serra Leoa anunciou hoje 43 novas detenções relacionadas com a tentativa de golpe de Estado de 26 de novembro, elevando para 57 o número de pessoas detidas, a maioria militares, desde os acontecimentos.

Já são 57 os detidos na Serra Leoa pela tentativa de golpe de Estado
Notícias ao Minuto

16:06 - 04/12/23 por Lusa

Mundo Serra Leoa

"57 pessoas foram detidas desde o golpe de Estado falhado", das quais 43 no último fim de semana, declarou o vice-ministro da Informação, Keketoma Sandy, na rádio estatal, sem especificar o local ou as circunstâncias das detenções.

Das pessoas detidas, 37 são soldados, 10 são civis, quatro são soldados dispensados do exército, cinco são polícias no ativo e um é um polícia reformado, declarou o ministro Sandy.

Os nomes dos líderes do golpe não foram revelados.

O Presidente da Serra Leoa, Julius Maada Bio, prometeu no sábado que a reação aos acontecimentos seria ditada pelo "respeito pela lei".

Na madrugada de 26 de novembro, um grupo atacou um arsenal militar, dois quartéis, duas prisões e duas esquadras da polícia, e confrontaram as forças de segurança.

Os confrontos na capital, Freetown, fizeram 21 mortos: 14 soldados, um polícia, um guarda prisional, um segurança, uma mulher e três assaltantes, segundo o ministro da Informação, Chernor Bah.

Desde 2020, a região da África Ocidental tem sido marcada por uma série de golpes de Estado no Mali, Burkina Faso, Níger e Guiné-Conacri.

Hoje, o Presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, dissolveu o parlamento, depois de ter denunciado uma "tentativa de golpe de Estado" após confrontos entre unidades das forças de segurança na madrugada de sexta-feira. 

Leia Também: Confrontos de domingo na Serra Leoa foram "tentativa de golpe de Estado"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório