Meteorologia

  • 29 FEVEREIRO 2024
Tempo
11º
MIN 11º MÁX 16º

Confrontos de domingo na Serra Leoa foram "tentativa de golpe de Estado"

As autoridades da Serra Leoa declararam hoje que estão a tratar os confrontos que causaram a morte de 21 pessoas na capital, Freetown, no domingo, como uma "tentativa falhada de golpe de Estado".

Confrontos de domingo na Serra Leoa foram "tentativa de golpe de Estado"
Notícias ao Minuto

17:11 - 28/11/23 por Lusa

Mundo Serra Leoa

"Abrimos uma investigação sobre uma tentativa de golpe [de Estado] falhada, pois um grupo de pessoas tentou derrubar o atual Governo recorrendo à força", disse o comissário da polícia William Fayia Sellu.

Segundo o comissário, continuam a perseguir aqueles que "tentaram derrubar uma autoridade legítima pela força". 

Os acontecimentos provocaram a morte de 21 pessoas, entre as quais 14 soldados e três assaltantes.

"Os serviços de segurança dizem-me agora que os acontecimentos de 26 de novembro podem muito bem ter sido uma tentativa de golpe de Estado falhada (...) Estas pessoas podem ter tido a intenção de atacar ilegalmente e derrubar o Governo democraticamente eleito da Serra Leoa", afirmou o ministro da Informação, Chernor Bah.

Treze soldados e um civil suspeitos de envolvimento no atentado estão detidos, acrescentou o ministro.

Como resposta ao acontecimento, a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) pode enviar "elementos", se necessário, para a Serra Leoa, declarou fonte da organização através de um vídeo hoje divulgado.

A presidência da Serra Leoa publicou hoje nas redes sociais imagens do Presidente Julius Maada Bio a receber uma delegação da CEDEAO e da Nigéria, que detém atualmente a presidência da comunidade.

"O Presidente da Autoridade (...) pediu-nos para sublinhar que a CEDEAO está pronta e empenhada em apoiar o povo da Serra Leoa nos seus esforços para reforçar a segurança nacional por todos os meios, incluindo o envio de elementos regionais, se necessário", afirmou o Presidente da Comissão da CEDEAO, Omar Alieu Touray, no vídeo, sem especificar a que "elementos" se referia.

Segundo o conselheiro de segurança nacional nigeriano, Malam Nuhu Ribadu, "a CEDEAO e a Nigéria não aceitarão qualquer interferência na democracia, na paz, na segurança e na estabilidade da Serra Leoa".

Freetown viveu várias horas de confrontos armados entre as forças de segurança e assaltantes desconhecidos, que tentaram invadir um arsenal militar.

A prisão central e outros estabelecimentos prisionais foram invadidos e dezenas de reclusos alegadamente fugiram, mas segundo o ministro da Informação, "mais de 100 dos reclusos regressaram às prisões devido a uma busca aos suspeitos em fuga".

Hoje, a polícia da Serra Leoa publicou as fotografias e as identidades de 34 homens e mulheres procurados no âmbito dos confrontos.

Os 32 homens e duas mulheres classificados como "fugitivos" incluem soldados no ativo e reformados, agentes da polícia e civis.

O comunicado da polícia publicado nas redes sociais promete uma "bela recompensa" a quem fornecer informações que levem à sua captura.

Leia Também: Após confrontos, Serra Leoa retoma atividades (com recolher à noite)

Recomendados para si

;
Campo obrigatório