Meteorologia

  • 02 MARçO 2024
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 14º

Presidente nigeriano apresenta orçamento focado no crescimento económico

O Presidente da Nigéria, Bola Ahmed Tinubu, apresentou hoje o primeiro orçamento ao parlamento desde que chegou ao poder, centrado na segurança e no crescimento económico, num contexto de elevada inflação.

Presidente nigeriano apresenta orçamento focado no crescimento económico
Notícias ao Minuto

19:17 - 29/11/23 por Lusa

Mundo Nigéria

Num discurso perante o parlamento, na capital, Abuja, o chefe de Estado afirmou que atrair investimentos e resolver a crise do custo de vida na Nigéria estavam no centro da sua proposta de orçamento de 27,5 biliões de nairas (cerca de 31,7 mil milhões de euros) para 2024.

"O orçamento proposto visa alcançar um crescimento económico rico em empregos, estabilidade macroeconómica, um melhor ambiente de investimento, maior desenvolvimento do capital humano, bem como redução da pobreza e melhor acesso à segurança social", declarou, em comunicado, o chefe de Estado.

Segundo o Presidente, o Governo espera que a inflação, atualmente em 27%, seja reduzida para 21,4% até 2024 e que o crescimento seja de, pelo menos, 3,76%.

Os nigerianos enfrentam uma triplicação dos preços dos combustíveis e um aumento dos custos dos alimentos desde que Tinubu acabou com os subsídios aos combustíveis e permitiu a flutuação da moeda local, a naira, depois de tomar posse em fevereiro de 2023.

Para Bola Ahmed Tinubu, os efeitos negativos desta decisão serão temporários e apelou à paciência da população, garantindo que esta medida irá beneficiar o país a longo prazo e atrair mais investimento estrangeiro.

O Presidente falou também do prolongamento de um programa de "pagamentos em dinheiro às famílias pobres e vulneráveis".

"O nosso Governo continua empenhado numa prosperidade económica ampla e partilhada", sublinhou.

Tinubu acrescentou que o país, que tem mais de 210 milhões de habitantes, se esforçará por reduzir o seu défice orçamental de cerca de 6,1% do PIB este ano para pouco menos de 3,9% em 2024.

A Nigéria enfrenta também sérios desafios em matéria de segurança, desde a insurreição terrorista até aos grupos de rebeldes que efetuam raptos em massa.

"A arquitetura da segurança interna será revista para reforçar a aplicação da lei e proteger vidas, propriedades e investimentos em todo o país", afirmou.

O parlamento prepara-se para votar o orçamento antes do início do novo ano.

Leia Também: Cerca de 50 'jihadistas' mortos em explosão de mina na Nigéria

Recomendados para si

;
Campo obrigatório