Meteorologia

  • 25 JUNHO 2024
Tempo
23º
MIN 17º MÁX 23º

EUA e UE denunciam uso da força sobre oposição em Madagáscar

Os Estados Unidos e a União Europeia denunciaram hoje o uso desproporcionado da força, nas últimas semanas, para dispersar as manifestações da oposição no Madagáscar, a um mês das eleições presidenciais.

EUA e UE denunciam uso da força sobre oposição em Madagáscar
Notícias ao Minuto

14:30 - 16/10/23 por Lusa

Mundo Madagáscar

Na semana passada, a primeira volta das eleições foi adiada por uma semana, para 16 de novembro, na sequência de um ferimento no rosto do candidato da oposição Andry Raobelina, que foi atingido por uma granada de gás lacrimogéneo durante uma manifestação da oposição que foi dispersada pela polícia.

A eleição, à qual se candidata o Presidente cessante Andry Rajoelina, está a ser preparada num clima de tensão.

Desde o início do mês, a oposição, que denuncia uma manipulação das autoridades para favorecer o Presidente, Andry Rajoelina, convocou manifestações quase todos os dias, reunindo geralmente algumas centenas de apoiantes.

Para além da União Europeia e dos Estados Unidos, as embaixadas da Suíça, do Japão, da França, do Reino Unido, da Alemanha e da Coreia do Sul emitiram uma declaração conjunta em que exprimem a sua preocupação com o clima político no país. 

Os diplomatas reforçam a importância da liberdade de expressão, de associação e de reunião, apelam à máxima contenção e incentivam o diálogo para restabelecer a confiança no processo eleitoral.

Tendo em conta a nova data para a primeira volta, sublinharam igualmente a necessidade de garantir a liberdade de circulação dos candidatos, a liberdade de reunião pacífica dos cidadãos e a igualdade de tratamento dos candidatos por parte das autoridades públicas e dos meios de comunicação social.

Estas embaixadas já tinham manifestado a sua opinião em setembro, afirmando que estavam a seguir a campanha eleitoral com a maior vigilância.

Na semana passada, as Nações Unidas manifestaram a sua preocupação com a deterioração da situação dos direitos humanos no país, denunciando a repressão desnecessária e desproporcionada relativamente às manifestações da oposição.

Leia Também: ONU condena repressão desproporcionada antes das eleições em Madagáscar

Recomendados para si

;
Campo obrigatório