Meteorologia

  • 04 MARçO 2024
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 17º

Pelo menos 18 pessoas morreram numa explosão numa refinaria na Nigéria

Pelo menos 18 pessoas, incluindo uma mulher grávida, morreram numa explosão numa refinaria de petróleo ilegal no sudeste da Nigéria, e cerca de 25 ficaram feridas, declarou hoje, em comunicado, um oficial de segurança.

Pelo menos 18 pessoas morreram numa explosão numa refinaria na Nigéria
Notícias ao Minuto

17:56 - 03/10/23 por Lusa

Mundo Rivers

A explosão ocorreu na noite de domingo no Estado de Rivers, uma região do Delta do rio Níger devastada há décadas por vandalismo e exploração ilegal de petróleo.

"O incêndio deflagrou a uma hora muito tardia e 18 pessoas foram mortalmente queimadas, ficando de forma irreconhecível, enquanto 25 feridos foram assistidos", declarou o porta-voz do Corpo de Segurança e Defesa Civil da Nigéria (NSCDC, na sigla em inglês) no Estado de Rivers, Olufemi Ayodele.

"A maioria das vítimas eram jovens, incluindo uma mulher grávida e uma jovem que se preparava para a cerimónia de casamento no próximo mês", acrescentou.

O número de mortos poderá aumentar, uma vez que dezenas de pessoas se encontravam no local no momento da explosão, segundo residentes locais.

Os grupos armados, bem como os habitantes locais, desviam regularmente petróleo bruto dos oleodutos pertencentes às grandes companhias petrolíferas, que depois refinam em locais ilegais e vendem no mercado negro.

A pior explosão de um oleoduto na Nigéria ocorreu em outubro de 1998 na cidade de Jesse, no sul do país, matando mais de 1.000 habitantes.

Em 2022, mais de 110 pessoas morreram numa explosão numa refinaria da mesma região.

Apesar da riqueza em hidrocarbonetos do país, a maioria dos seus habitantes vive em extrema pobreza e acusa regularmente as grandes companhias petrolíferas de terem contribuído para a poluição da sua região sem participarem no seu desenvolvimento.

Décadas de derrames de petróleo devastaram aldeias inteiras, onde a pesca e a agricultura constituíam a principal fonte de rendimento local.

Leia Também: Nigerianos ilegais fogem de navio em Lisboa. Foram apanhados e devolvidos

Recomendados para si

;
Campo obrigatório