Meteorologia

  • 21 FEVEREIRO 2024
Tempo
15º
MIN 10º MÁX 20º

Segundo ministro israelita visita Arábia Saudita no espaço de uma semana

O ministro das Comunicações de Israel chegou esta segunda-feira à Arábia Saudita, na segunda visita, numa semana, de um membro do Governo israelita ao reino e perante a intensificação do diálogo para a normalização das relações entre estes países.

Segundo ministro israelita visita Arábia Saudita no espaço de uma semana
Notícias ao Minuto

23:43 - 02/10/23 por Lusa

Mundo Shlomo Karhi

Shlomo Karhi participa num encontro da União Postal Universal, agência especializada da ONU que trabalha para a cooperação internacional no setor postal, que decorre em Riade.

Durante esta visita, Karhi deverá fazer um discurso e reunir-se com autoridades, incluindo o embaixador norte-americano na Arábia Saudita e o ministro turco das Comunicações, de acordo com um comunicado divulgado pelo seu gabinete.

Este ministro israelita lidera uma delegação de 14 pessoas, incluindo representantes do Ministério dos Negócios Estrangeiros, acrescentou a mesma fonte.

Na semana passada, a Casa Branca realçou que as negociações entre Israel e a Arábia Saudita continuam a progredir.

Washington está a pressionar por uma normalização das relações entre os dois países, o que permitiria, em particular, ao reino rico em petróleo obter garantias de segurança norte-americanas, em troca do seu reconhecimento do Estado judeu.

Um consenso entre os dois países estaria em linha com os chamados Acordos de Abraham, através dos quais Israel estabeleceu relações diplomáticas em 2020 com três países árabes, sob a égide do anterior presidente norte-americano, Donald Trump.

O Irão e a Arábia Saudita acordaram, em março, com recurso a mediação chinesa, a normalização das suas relações diplomáticas, quebradas desde 2016.

Em 26 de setembro, o ministro do Turismo israelita, Haïm Katz, visitou a Arábia Saudita, tornando-se o primeiro ministro de Israel a visitar publicamente este país.

Este domingo, o Presidente do Irão Ebrahim Raisi manifestou-se contra a possível normalização de relações entre Israel e a Arábia Saudita, afirmando que a libertação de Jerusalém é a questão "mais importante" do mundo muçulmano.

O Irão apoia milícias palestinianas na Faixa de Gaza e lidera o chamado Eixo de Resistência contra Israel, que inclui o Hamas, o grupo libanês Hezbollah e a Síria.

De acordo com a agência Efe, Raisi atribuiu o possível estabelecimento de relações diplomáticas entre Riade e Telavive "à vontade de potências de fora da região", numa alusão aos Estados Unidos.

Leia Também: Guardas israelitas banidas por alegações sexuais com recluso palestiniano

Recomendados para si

;
Campo obrigatório