Meteorologia

  • 02 MARçO 2024
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 14º

Governo canadiano diz que pretende evitar problemas com a Índia

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, reiterou hoje que o seu Governo não pretende provocar ou causar problemas com a Índia, após a suspensão do processamento de vistos para cidadãos canadianos por parte das autoridades indianas.

Governo canadiano diz que pretende evitar problemas com a Índia
Notícias ao Minuto

00:00 - 22/09/23 por Lusa

Mundo Justin Trudeau

"Não pretendemos provocar ou causar problemas, mas somos inequívocos quanto à importância do Estado de direito e inequívocos quanto à importância de proteger os canadianos e defender os nossos valores", afirmou Trudeau em Nova Iorque, à margem da Assembleia Geral da ONU.

A Índia suspendeu o processamento de vistos no Canadá, anunciou hoje o prestador de serviços, depois de Otava ter responsabilizado a Índia pelo assassínio de um líder sikh em Vancouver.

"Aviso importante da missão indiana: por razões operacionais, com efeito a partir de 21 de setembro de 2023, os serviços de vistos indianos foram suspensos até novo aviso", lê-se no portal da BLS International, um fornecedor indiano de serviços de 'outsourcing' para missões governamentais e diplomáticas em todo o mundo.

Posteriormente, o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Índia, Arindam Bagchi, confirmou a suspensão temporária de todos os serviços de vistos para canadianos, incluindo vistos eletrónicos e vistos emitidos em países terceiros.

"As ameaças à segurança enfrentadas pelo nosso Alto Comissariado e pelos consulados no Canadá perturbaram o seu funcionamento normal. Consequentemente, estão temporariamente impossibilitados de processar pedidos de visto. Vamos acompanhar e rever a situação de forma regular", disse Bagchi aos jornalistas.

O porta-voz pediu ainda uma redução no número de diplomatas canadianos na Índia, dizendo que superavam o número de funcionários da Índia no Canadá.

"Informámos ao Governo canadiano que deveria haver paridade e equivalência de posição na presença diplomática mútua", disse Bagchi.

O Alto Comissariado do Canadá em Nova Deli referiu hoje que todos os seus consulados na Índia estão abertos e continuam a atender pessoas.

O órgão diplomático canadiano afirmou que alguns dos seus diplomatas receberam ameaças nas redes sociais, o que o levou a avaliar o seu contingente de pessoal na Índia, acrescentando que o Canadá espera que a Índia forneça segurança aos seus diplomatas e funcionários consulares.

Na quarta-feira, a Índia alertou os seus cidadãos para terem cuidado ao viajarem para o Canadá devido às "crescentes atividades anti-Índia e aos crimes de ódio.

As relações entre Otava e Nova Deli alcançaram o ponto mais baixo em anos -- com expulsões de diplomatas das duas partes -, depois de Trudeau ter dito na segunda-feira que havia "alegações credíveis" do envolvimento de autoridades indianas assassínio de um líder separatista sikh no Canadá.

O Governo da Índia, liderado pelo primeiro-ministro Narendra Modi, considerou esta suspeita como uma "acusação absurda".

Hardeep Singh Nijjar, morto a tiro em 18 de junho por agressores desconhecidos no estacionamento de um templo sikh, foi acusado de terrorismo pelas autoridades indianas por defender a criação de um país independente no estado de Punjab, o Khalistão, para a minoria sikh.

Leia Também: Canadá pede à Índia para levar a sério relacionamento entre os 2 países

Recomendados para si

;
Campo obrigatório