Meteorologia

  • 29 FEVEREIRO 2024
Tempo
16º
MIN 10º MÁX 16º

Receber reunião da UIP é "orgulho" para países de língua portuguesa

A presidente da Assembleia Nacional de Angola afirmou hoje, na Praia, que a realização em Luanda da assembleia-geral da União Interparlamentar (UIP), pela primeira vez em África, será um "orgulho" também para os países de língua portuguesa.

Receber reunião da UIP é "orgulho" para países de língua portuguesa
Notícias ao Minuto

16:04 - 28/06/23 por Lusa

Mundo Angola

"O que honra muito não só Angola como todo o continente em geral e os países falantes da língua portuguesa, pelo que aproveitamos para solicitar o apoio institucional do parlamento de Cabo Verde e a presença na nossa capital de uma delegação representativa da dimensão da vossa Assembleia Nacional", afirmou Carolina Cerqueira, na sessão solene de boas-vindas, no parlamento cabo-verdiano.

Angola será o primeiro país africano a acolher uma assembleia-geral da UIP, com cerca de 1.500 deputados de todo o mundo reunidos na capital angolana de 23 a 27 de outubro.

Segundo Carolina Cerqueira, Angola elegeu para o tema desta 147.ª assembleia-geral da UIP - instituição de cariz global que reúne deputados de 178 países, atualmente liderada pelo português Duarte Pacheco -, uma "ação parlamentar pela paz, justiça e instituições fortes".

Na sua intervenção, a parlamentar angolana convidou ainda o homólogo cabo-verdiano, Austelino Correia, para no próximo ano legislativo de 2023/2024 visitar Angola, para um aprofundamento das relações entre os dois parlamentos.

Acrescentou que o convite é também para "retribuir a franca hospitalidade que foi brindada" à delegação angolana, composta ainda por deputados de três partidos, que esteve na Praia nos últimos três dias, considerando que a amizade entre os dois países tem a "dimensão do Atlântico".

"Regressamos a casa convictos que o funge na cachupa, como cantam os nossos artistas, é a expressão mais sublime da comunhão dos nossos ideais comuns, dos mais elevados sentimentos de fraternidade, de amizade, de solidariedade cultural e de cooperação que devem prevalecer entre o povo angolano e o povo cabo-verdiano", concluiu.

No âmbito desta visita, os presidentes dos parlamentos de Cabo Verde e de Angola assinaram na Praia, na segunda-feira, um novo protocolo de cooperação, adaptando o instrumento anterior à nova realidade.

A presidente da Assembleia Nacional de Angola disse na Assembleia Nacional de Cabo Verde que a assinatura deste protocolo de cooperação, que atualiza o anterior, rubricado há nove anos, entre os dois parlamentos, foi o "ponto mais alto" desta primeira visita oficial ao país. Assumiu igualmente estar convicta que a atualização deste protocolo irá permitir materializar novas áreas de atuação e um "maior dinamismo" nas relações parlamentares entre Angola e Cabo Verde.

"Definimos como prioritárias áreas de manifesta importância para os dois países e povos, que são as mudanças climáticas, a economia azul e circular, a segurança, não unicamente do ponto de vista cooperativa entre os nossos países", acrescentou.

Leia Também: Cabo Verde com novos embaixadores em Angola, Áustria e Marrocos

Recomendados para si

;
Campo obrigatório