Meteorologia

  • 25 ABRIL 2024
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 19º

Sudão. Unicef sem recursos para socorrer crianças que fogem para o Chade

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) renovou hoje o pedido de ajuda financeira para socorrer mais de 100 mil crianças e famílias que fugiram do conflito no Sudão e enfrentam novos perigos no Chade.

Sudão. Unicef sem recursos para socorrer crianças que fogem para o Chade
Notícias ao Minuto

20:24 - 26/06/23 por Lusa

Mundo UNICEF

"A Unicef apela a 25 milhões de dólares (cerca de 23 milhões de euros) para apoiar crianças e famílias ao longo da fronteira", onde chuvas intensas "aumentam o risco de surtos de doenças e dificultam o acesso humanitário a centenas de milhares de pessoas necessitadas", refere num comunicado a agência das Nações Unidas.

As crianças e famílias que fogem do conflito intenso na região sudanesa vizinha do Darfur, "enfrentam novas necessidades e desafios, ao procurarem refúgio em regiões do Chade que já são das mais desfavorecidas".

Em 23 de junho, mais de 140 mil refugiados sudaneses e 34 mil chadianos retornados tinham atravessado a fronteira -- mais de 90% são mulheres e crianças -- e espera-se que milhares de pessoas cheguem à medida que a violência se intensifica no Darfur.

"Estamos a ficar sem recursos para prestar apoio às crianças e famílias que chegam, ao mesmo tempo que temos cada vez mais receio de que esta emergência humanitária possa quebrar uma coesão já muito frágil entre as fronteiras", alertou Jacques Boyer, representante da Unicef no Chade.

À medida que as necessidades continuam a aumentar, a Unicef e os seus parceiros reviram o plano inicial de acolher 100 mil refugiados e retornados para 310 mil até dezembro de 2023, assinalando que, até agora, esta agência da ONU conseguiu mobilizar 10% (2,5 milhões de dólares) dos 25 milhões de dólares necessários para responder à crise.

Leia Também: Confrontos entre exército e mineiros fazem pelo menos 42 mortos no Chade

Recomendados para si

;
Campo obrigatório