Meteorologia

  • 05 MARçO 2024
Tempo
MIN 8º MÁX 16º

Presidente de Cabo Verde felicitou Putin no Dia da Rússia

O Presidente cabo-verdiano, José Maria Neves, felicitou o seu homólogo Vladimir Putin pelo Dia Nacional da Rússia, assinalado na segunda-feira, e reiterou a vontade de continuar a fortalecer as relações de amizade e de cooperação, foi hoje divulgado.

Presidente de Cabo Verde felicitou Putin no Dia da Rússia
Notícias ao Minuto

11:48 - 14/06/23 por Lusa

Mundo José Maria Neves

"Venho, em nome do povo cabo-verdiano e em meu próprio, endereçar a vossa excelência, as nossas vivas felicitações e os nossos melhores votos de saúde para si e de prosperidade e paz para o seu país", lê-se na carta do chefe de Estado.

Na missiva, o mais alto magistrado da nação cabo-verdiana reiterar ainda a vontade de continuar a fortalecer os laços de amizade, solidariedade, bem como os de cooperação, "em prol dos nossos países e povos".

Em 28 de fevereiro, Yury Materiy apresentou ao Presidente da República no Mindelo, ilha de São Vicente, as cartas credenciais como novo embaixador da Rússia em Cabo Verde, e transmitiu a vontade do seu país de reforçar as relações com o arquipélago, na formação de quadros ou fornecimento de grãos, apesar da condenação cabo-verdiana à invasão da Ucrânia.

"Também referi que uma das principais áreas de cooperação que o Governo da Rússia presta grande atenção é a educação. Estamos a dar formação a Cabo Verde, assegurando bolsas de estudo", explicou.

Yury Materiy adiantou que a Rússia pretende selecionar, este ano, mais 14 estudantes para estudarem naquele país "sem custos".

"Atualmente, mais de 40 estudantes estão a formar-se nas universidades russas e a Rússia está a honrar os seus compromissos, pagando bolsas de estudo e garantindo a alojamento", apontou ainda.

Apesar das várias condenações do Governo e do Presidente de Cabo Verde, públicas e em resoluções internacionais, à invasão da Ucrânia pela Rússia, o novo embaixador espera o reforço das relações.

A acreditação do novo embaixador terminou um processo com cerca de dois anos, depois de as autoridades cabo-verdianas terem rejeitado o nome proposto anteriormente, Natalia Poklonskaïa, visada por sanções internacionais.

Leia Também: Rússia ameaça abandonar acordo sobre a exportação de cereais ucranianos

Recomendados para si

;
Campo obrigatório