Meteorologia

  • 18 JUNHO 2024
Tempo
21º
MIN 16º MÁX 21º

Transferência de armas nucleares para a Bielorrússia? "Irresponsável"

A Casa Branca classificou hoje como "irresponsável" a transferência de armas nucleares táticas da Rússia para a Bielorrússia, mas diz que não vê qualquer indício de que a Rússia esteja a preparar-se para as utilizar.

Transferência de armas nucleares para a Bielorrússia? "Irresponsável"
Notícias ao Minuto

23:30 - 25/05/23 por Lusa

Mundo EUA

"Não vimos qualquer razão para ajustar a nossa postura nuclear", disse a porta-voz governamental, Karine Jean-Pierre, em conferência de imprensa, citada pela Efe.

Jean-Pierre referiu-se ao anúncio hoje feito por Minsk e Moscovo como "um novo exemplo de decisão irresponsável e provocadora".

De igual forma, acrescentou que os EUA vão continuar a acompanhar a situação e sublinhou que o país continua empenhado na defesa da NATO.

O anúncio dos dois países foi também criticado pela Comissão Europeia, que disse tratar-se de "um passo que apenas aumenta a tensão" na guerra na Ucrânia.

O Presidente bielorrusso, Alexander Lukashenko, disse hoje que a Rússia começou a transferir armas nucleares para o seu país, cumprindo o anúncio feito em março pelo líder russo, Vladimir Putin.

"A transferência de cargas nucleares já começou", disse Lukashenko, respondendo à pergunta de um jornalista num vídeo transmitido pelo canal não oficial da Presidência bielorrussa na plataforma Telegram, Pul Pervogo.

A Rússia, por sua vez, não comentou ainda a transferência do armamento.

A Rússia e a Bielorrússia assinaram hoje um acordo que formaliza os procedimentos para o envio e instalação de armas nucleares táticas em território bielorrusso, mantendo-se, porém, o controlo do armamento em Moscovo.

Em março, Vladimir Putin indicou que tinha já acertado com o homólogo bielorrusso a intenção de Moscovo instalar armas nucleares táticas de curto alcance na Bielorrússia.

A assinatura do acordo ocorre numa altura em que a Rússia se prepara para enfrentar uma aguardada contraofensiva da Ucrânia.

A Rússia e a Bielorrússia têm um acordo de aliança ao abrigo do qual o Kremlin subsidia a economia bielorrussa, através de empréstimos e descontos no petróleo e no gás russos.

Leia Também: "Tempo é o recurso mais valioso". Zelensky fala a alunos norte-americanos

Recomendados para si

;
Campo obrigatório