Meteorologia

  • 21 FEVEREIRO 2024
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 20º

Presidente mexicano diz ter provas de tráfico de fentanil desde a China

O Presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, garantiu hoje ter provas do tráfico ilegal de fentanil a partir da China, algo que Pequim negou após a carta enviada pelo dirigente mexicano pedindo ajuda para combater essa droga.

Presidente mexicano diz ter provas de tráfico de fentanil desde a China
Notícias ao Minuto

17:50 - 05/05/23 por Lusa

Mundo Pequim

"Já temos as provas. Um carregamento chegou de um porto da China, um contentor, ao porto de Lázaro Cárdenas, Michoacán. Então, foram feitas todas as análises laboratoriais e, muito respeitosamente, vamos enviar esta informação", afirmou López Obrador na sua conferência de imprensa diária.

O chefe de Estado mexicano indicou que enviará uma nova carta ao Presidente chinês, Xi Jinping, na qual reiterará o seu pedido de apoio para combater o tráfico ilegal de fentanil, que causa 100.000 mortes por ano nos Estados Unidos e desencadeou pressões políticas de Washington ao México.

López Obrador tinha enviado uma primeira missiva em abril, mas, na altura, a porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês, Mao Ning, afirmou: "Não existe tráfico ilegal de fentanil entre a China e o México".

Apesar desta declaração, a Marinha mexicana encontrou "há alguns dias" um carregamento de mais de 20 toneladas procedente da China que escondia fentanil e metanfetaminas.

O contentor, que partiu do porto chinês de Qingdao e fez escala em Busan, na Coreia do Sul, transportava 600 embalagens de resina de combustível de entre 34 e 35 quilos cada uma, revelou hoje o secretário da Marinha mexicano, José Rafael Ojeda.

"Esse produto está contaminado com fentanil e metanfetamina", disse Ojeda.

Munido desta informação, López Obrador pedirá a Xi Jinping "se é possível [as autoridades chinesas] impedirem que estes químicos saiam dos seus portos, que apenas se permita a saída de substâncias ou fentanil utilizados para fins médicos, o que não é o caso detetado".

"Vamos enviar uma carta ao Presidente da China com esta informação, de forma muito respeitosa, reiterando o pedido de que nos ajudem, porque isso nos permitiria ter mais controlo" sobre a situação, comentou.

O pedido surge perante as crescentes críticas ao México de políticos norte-americanos, sobretudo congressistas republicanos, que instam a que seja declarada guerra aos cartéis de droga mexicanos e a que estes sejam classificados como organizações terroristas.

O Presidente mexicano revelou ter escrito o pedido a Xi Jinping após uma visita de congressistas dos Estados Unidos, cuja Agência Antidrogas (DEA) sustenta que o fentanil é produzido no México com substâncias procedentes da China.

"Vieram representantes dos dois partidos, do Partido Republicano e do Partido Democrata, reunimo-nos e pediram-me que interviesse junto do Governo da China para controlar a entrada [no México] de fentanil vindo da Ásia, pressupondo que o fentanil era enviado da Ásia e, em especial, da China", relatou.

Leia Também: Washington anuncia sanções contra redes de tráfico de fentanil

Recomendados para si

;
Campo obrigatório