Meteorologia

  • 15 JULHO 2024
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 26º

Kyiv condenou 25 soldados russos por crimes de guerra

A Justiça da Ucrânia condenou até ao momento 25 soldados russos por crimes de guerra cometidos no país, disse o Procurador Geral, Andriy Kostin, frisando que 92 militares da Rússia estão acusados e outros 260 estão a ser investigados. 

Kyiv condenou 25 soldados russos por crimes de guerra
Notícias ao Minuto

12:51 - 07/02/23 por Lusa

Mundo Ucrânia

"O ataque contra a população civil é uma estratégia deliberada da Federação Russa que inclui o assassinato, a tortura e a violência sexual", disse Kostin através da rede de mensagens digital Telegram e citado pelo portal de notícias Ukrinform.

Kostin acrescenta que as acusações registadas por Kiev desde o início da última invasão russa, a 24 de fevereiro de 2022, como das anteriores: desde a anexação da Crimeia, em 2014 e nas sucessivas ofensivas no Donbass, devem servir de base para julgamentos no Tribunal Europeu dos Direitos Humanos ou no Tribunal Internacional de Justiça (Nações Unidas).

O Procurador Geral ucraniano recorda também os contactos com os "aliados ocidentais da Ucrânia" no sentido da criação de um tribunal especial para julgar crimes de guerra cometidos contra o país.

As acusações relacionam-se com a agressão militar russa, o genocídio e crimes de guerra.

De acordo com o portal Ukriform, atualmente 39 países e instituições internacionais investigam no terreno, ou junto de refugiados no estrangeiro, testemunhos sobre eventuais crimes cometidos desde o ano passado pelas forças da Rússia. 

Leia Também: Rússia reivindica sucesso em ofensiva no leste da Ucrânia

Recomendados para si

;
Campo obrigatório