Meteorologia

  • 22 FEVEREIRO 2024
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 18º

Rússia reivindica sucesso em ofensiva no leste da Ucrânia

A Rússia reivindicou hoje sucesso numa ofensiva recente no leste da Ucrânia, numa altura que Kyiv admite esperar um grande ataque russo e exige que o Ocidente aumente e acelere a ajuda militar.

Rússia reivindica sucesso em ofensiva no leste da Ucrânia
Notícias ao Minuto

11:38 - 07/02/23 por Lusa

Mundo Guerra na Ucrânia

"Atualmente, os combates estão a evoluir com sucesso nas zonas" de Bakhmut e Vugledar, disse o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, citado num comunicado divulgado após uma reunião entre oficiais do exército e o seu ministério.

Shoigu garantiu ter conquistado sete localidades, incluindo Soledar, uma cidade vizinha de Bakhmut que as forças ucranianas cederam em janeiro.

O ministro russo também alertou o Ocidente contra o aumento da ajuda à Ucrânia, que, segundo disse, pode "levar a um nível imprevisível de escalada" do conflito.

Os Estados Unidos da América e vários países europeus decidiram recentemente enviar tanques pesados ao exército ucraniano para ajudar a combater a ofensiva russa.

Os norte-americanos prometeram também enviar armas com alcance de até 150 quilómetros, que Kiev exigiu para poder atacar os depósitos de munições e linhas de abastecimento russos.

No sábado à noite, o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, reconheceu que a situação "estava a complicar-se" na frente de combate, em particular em Bakhmout, que jurou defender pelo máximo de tempo possível.

O exército russo, apoiado por mercenários do grupo Wagner, está, desde o verão passado, a tentar conquistar Bakhmut, cidade em grande parte destruída e onde os dois lados têm sofrido pesadas perdas.

Desde janeiro, o exército russo tem conseguido registar sucessos no terreno e espera sitiar a cidade, agora em grande parte destruída, ou forçar as tropas ucranianas a recuar.

A conquista desta cidade pode abrir caminho a uma ofensiva em direção a Kramatorsk, a principal cidade de Donbass sob controlo ucraniano.

Moscovo tem também tentado, nas últimas semanas, avançar em Vugledar, onde se situa um centro ferroviário que serve o sul e o leste da Ucrânia.

Leia Também: Líder da Coreia do Norte ordena que exército esteja pronto para a guerra

Recomendados para si

;
Campo obrigatório