Meteorologia

  • 25 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 24º

Grupo armado de Myanmar reivindica a morte de 27 militares

As Forças de Defesa Popular, um dos grupos de resistência armada contra a junta militar no poder em Myanmar (antiga Birmânia) reivindicaram a morte de 27 efetivos do Exército em vários ataques no país.

Grupo armado de Myanmar reivindica a morte de 27 militares
Notícias ao Minuto

11:50 - 03/02/23 por Lusa

Mundo Myanmar

O grupo de resistência armado contra os militares no poder após o golpe de Estado de 2021 indicaram hoje que entre os mortos encontram-se oficiais que desempenhavam cargos de governador, em várias regiões do país. 

Três elementos das Forças de Defesa Popular morreram nos ataques contra os militares. 

As ações armadas ocorreram, principalmente, nas regiões de Sagaing, Mandalay, Maqwe, Bago, Tanintharyi, de acordo com o portal de notícias Irrawaddy.  

Segundo as Forças de Defesa Populares (FDP), a resistência armada passou também a controlar a localidade de Shwe Pyi Aye, província de Homalin, após confrontos contra militares.

Mesmo assim, as FDP receiam que a localidade venha a ser bombardeada pela Junta Militar nos próximos dias, pelo que, segundo o mesmo portal, alertou à população para abandonar o local. 

O país enfrenta uma grave crise política, económica e social desde o golpe de Estado de 01 de fevereiro de 2021, que provoca protestos a nível nacional.

A Associação de Auxílio aos Presos Políticos estima que mais de 17.600 pessoas foram detidas desde o golpe de Estado e que mais de três mil cidadãos foram mortos pelos militares desde 2021.

Leia Também: Junta militar de Myanmar alarga lei marcial a 37 cidades

Recomendados para si

;
Campo obrigatório