Meteorologia

  • 29 MARçO 2023
Tempo
23º
MIN 13º MÁX 23º

Tribunal sul-africano adia extraditar moçambicano suspeito de sequestros

O caso judicial de extradição de um empresário moçambicano suspeito de sequestros detido há quatro semanas na África do Sul a pedido de Moçambique, foi adiado para o dia 15 deste mês, disse hoje à Lusa fonte do Ministério Público sul-africano.

Tribunal sul-africano adia extraditar moçambicano suspeito de sequestros

Em 26 de janeiro, o Tribunal de Magistrados de Tembisa, arredores de Joanesburgo, adiou a audiência sobre liberdade condicional mediante o pagamento de fiança para quinta-feira, 02 fevereiro, antecedendo a averiguação do pedido de extradição do alegado líder de sequestros para Moçambique.

O empresário de camionagem moçambicano Esmael Maulide Ramos Nangy, de 50 anos, foi detido em 07 de janeiro, num condomínio de luxo próximo de Pretória, a capital do país, com base num mandado de prisão e com pedido de extradição do Governo de Moçambique, referiu à Lusa a polícia sul-africana.

A polícia apreendeu na sua posse uma arma de fogo 9mm licenciada, 14 munições de 9mm, cinco telemóveis, vários cartões bancários de bancos sul-africanos, bem como vários cartões SIM moçambicanos e sul-africanos, segundo a polícia sul-africana.

O moçambicano é acusado pelas autoridades de Maputo de alegadamente liderar um grupo que fazia sequestros com pedidos de resgate em Moçambique, enfrentando uma pena de prisão de mais de 20 anos, segundo o mandado de detenção a que Lusa teve acesso.

Leia Também: Polícia moçambicano morto por alegados garimpeiros ilegais

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório