Meteorologia

  • 18 MAIO 2024
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 20º

Busto de Estaline inaugurado nas comemorações da Batalha de Estalinegrado

A cidade de Volgogrado [antiga Estalinegrado] inaugurou hoje um busto de Estaline, na véspera do 80.º aniversário da vitória soviética sobre os nazis em Estalinegrado, divulgou a agência de notícias russa Ria Novosti.

Busto de Estaline inaugurado nas comemorações da Batalha de Estalinegrado
Notícias ao Minuto

19:15 - 01/02/23 por Lusa

Mundo Volgogrado

Monumentos a homenagear Estaline, um dos líderes da antiga União Soviética (URSS) que personifica a vitória sobre os nazis - mas que também comandou um regime de terror e fez milhões de vítimas -, são raros na Rússia.

Esta inauguração também ocorre quando o Kremlin insiste em classificar a sua ofensiva militar contra a Ucrânia como uma operação de "desnazificação", em linha com o legado da II Guerra Mundial.

De acordo com imagens transmitidas pela Ria Novosti, os políticos locais e outros representantes da cidade de Volgogrado inauguraram este busto de Estaline ao lado de dois líderes militares famosos pelo seu papel na Batalha de Estalinegrado, Georgy Zhukov e Alexander Vasilyevsky.

Sob um céu cinzento e sob o olhar de dezenas de curiosos, soldados depositaram flores aos pés dos três bustos de bronze.

Segundo o artista Sergey Shcherbakov, responsável pela realização e entrevistado pelo meio de comunicação local V1.ru, "tudo foi rápido, o pedido tinha de ser executado em pouco tempo".

Na manhã de hoje, as cerimónias em homenagem à vitória soviética em Estalinegrado começaram com a colocação de uma coroa de flores junto da Chama Eterna, sobre o túmulo comum dos defensores da cidade.

Os dias 01 e 02 de fevereiro foram declarados feriado pelas autoridades de Volgogrado. As comemorações acontecem quase um ano depois de o Presidente Vladimir Putin ordenar o início da ofensiva na Ucrânia, em 24 de fevereiro.

Para os russos, Estalinegrado é sinónimo de vitória sobre os nazis e esta batalha é central para o patriotismo promovido pelo Kremlin.

Vladimir Putin continua a descrever como "neonazis" as autoridades ucranianas que estão determinadas, alega o Presidente russo, a exterminar as populações de língua russa do leste da Ucrânia.

Leia Também: NATO? Suécia e Finlândia farão o possível para aderir "em conjunto"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório