Meteorologia

  • 18 JULHO 2024
Tempo
22º
MIN 17º MÁX 33º

EUA ansiosos por trabalhar com Moçambique no Conselho de Segurança

Os Estados Unidos da América (EUA) destacaram hoje a vontade de trabalhar com Moçambique no Conselho de Segurança das Nações Unidas, frisou a embaixadora norte-americana na organização, durante uma visita a Maputo.

EUA ansiosos por trabalhar com Moçambique no Conselho de Segurança
Notícias ao Minuto

16:36 - 26/01/23 por Lusa

Mundo Nações Unidas

"Os EUA anseiam por trabalhar juntos com Moçambique durante o primeiro e histórico mandato do país no Conselho de Segurança", referiu Linda Thomas-Greenfield, após um encontro com a ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Verónica Macamo.

As delegações de ambos os lados estiveram reunidas durante cerca de uma hora, mas no final não foram revelados detalhes sobre as discussões.

A diplomata americana fez uma declaração com os contornos gerais de temas abordados, sem direito a perguntas, reservadas para uma conferência de imprensa no final da visita a Moçambique, na sexta-feira.

Na descrição mais ampla do encontro de hoje, Linda Thomas-Greenfield referiu que foram abordados "compromissos partilhados" acerca dos desafios mais prementes da atualidade, tais como insegurança alimentar, crise climática e situações de conflito.

"Em todos estes assuntos, Moçambique continua a ser um líder regional imprescindível", disse.

"A sua liderança está a ajudar a alcançar a prosperidade económica, ajuda na situação de segurança e na estabilidade ao longo da região", sublinhou a embaixadora.

Linda Thomas-Greenfield acrescentou que, agora, "a liderança também se estende pelo mundo e por instituições multilaterais, como a ONU".

O país lusófono assumiu este mês um dos lugares rotativos no Conselho de Segurança, para um mandato de dois anos.

A eleição de Moçambique ocorreu numa altura em que a insurgência armada na província de Cabo Delgado, norte do país, continua a ser o principal desafio de segurança, com alguns ataques reclamados pelo grupo extremista Estado Islâmico.

"Vamos tratar muito do terrorismo", declarou Pedro Comissário, representante de Moçambique na ONU, no início do mandato.

A representante dos EUA na ONU reúne-se na sexta-feira, segundo dia de visita a Moçambique, com representantes das operações das Nações Unidas, com ações humanitárias em curso, e depois com estudantes de programas internacionais.

A diplomata seguirá durante a tarde para o Quénia, no périplo africano que arrancou no Gana, na quarta-feira.

Leia Também: Embaixadora norte-americana planta mangal e apanha lixo em Maputo

Recomendados para si

;
Campo obrigatório