Meteorologia

  • 05 FEVEREIRO 2023
Tempo
15º
MIN 8º MÁX 18º

Líder da oposição tanzaniana regressou ao país após exílio de cinco anos

O líder da oposição tanzaniana, Tundu Lissu, regressou hoje a país após cinco anos no exílio, três semanas depois de a Presidente Samia Suluhu Hassan ter suspendido a proibição de comícios da oposição.

Líder da oposição tanzaniana regressou ao país após exílio de cinco anos

À chegada ao Aeroporto Internacional Julius Nyerere Lissu foi recebido por quadros do seu partido, Chadema, e saudado por apoiantes, que se alinhavam na estrada do lado de fora das instalações aeroportuárias.

Tundu Lissu partiu para o exílio, na Bélgica, em 2017, após ter sido alvejado várias vezes por desconhecidos.

Em 2020 regressou ao país para disputar a Presidência, desafiando o Presidente John Magufuli, mas logo após as eleições contestadas voltou ao exílio, alegando ameaças à sua vida.

O regresso de Lissu ocorre depois de a primeira mulher Presidente da Tanzânia, Samia Suluhu Hassan, ter suspendido a proibição de seis anos de comícios da oposição imposta pelo seu autocrático antecessor autocrático.

A medida foi cautelosamente recebida como um impulso para a democracia pelo Chadema, o principal partido da oposição.

O Chadema realizou seu primeiro comício no fim de semana e outro comício estava marcado para hoje na capital económica das Tanzânia, Dar es Salaam.

A proibição de atividades públicas da oposição foi introduzida em 2016 por Magufuli no início de seu primeiro mandato, marcado pela imposição de regras draconianas.

A Presidente Hassan está a cumprir o mandato de Magufuli, que morreu em 2021.

Acusada de prosseguir as políticas antidemocráticas do seu antecessor, Samia Suluhu Hassan operou algumas mudanças, como permitir a entrada no país de vacinas contra a pandemia de covid-19 e dar a meninas grávidas a possibilidade de voltar à escola depois de terem sido mães.

Em 13 de janeiro, Tundu Lissu anunciou que regressaria ao país para "escrever um novo capítulo".

"Não podemos continuar a viver no exílio indefinidamente", disse Lissu numa intervenção transmitida em direto no canal de partilha de vídeos YouTube e retransmitido pela televisão local da Tanzânia.

"Estou otimista de que escreveremos um novo capítulo este ano (...) 2023 é um ano importante na história do nosso país", acrescentou, concluindo: "Volto para o novo começo da nossa nação".

Leia Também: Tanzânia contrata empresas chinesas para nova linha ferroviária

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório