Meteorologia

  • 31 JANEIRO 2023
Tempo
MIN 4º MÁX 14º

Jornalistas do New York Times fazem maior greve no jornal em 40 anos

Na base das divergências entre a empresa e os trabalhadores estão problemas no que diz respeito ao aumento salarial e às políticas de teletrabalho.

Jornalistas do New York Times fazem maior greve no jornal em 40 anos
Notícias ao Minuto

16:18 - 08/12/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Jornalismo

Centenas de jornalistas e funcionários do New York Times (NYT), um dos mais conceituados órgãos de comunicação do mundo, começaram esta quinta-feira uma greve de 24 horas, devido à falta de avanços nas negociações dos contratos que expiraram em março de 2021 e cujas renovações ainda não foram acertadas.

Esta é a primeira greve em mais de 40 anos no jornal norte-americano, que conta com mais de 170 anos de existência.

Segundo o sindicato dos trabalhadores do NYT, a NewsGuild, mais de 1.100 decidiram aderir à paralisação.

Através do Twitter, o sindicato disse que "nunca é fácil recusar fazer o trabalho que se ama, mas os membros estão dispostos a fazer o que for preciso para conseguir uma melhor redação para todos".

Na base das divergências entre a empresa e os trabalhadores estão problemas no que diz respeito ao aumento salarial e às políticas de teletrabalho.

Na quarta-feira, a NewsGuild queixou-se que estava disposta a negociar "o tempo que fosse necessário", evitando uma greve, mas "a gestão saiu da mesa a cinco horas do fim". "Sabemos o nosso valor", acrescentou o sindicato.

A gestão acusa o sindicato de tomar uma decisão "incompreensível" perante "os esforços da empresa em progredir", mas a NewsGuild responsabiliza a direção por "arrastar os pés" num problema de progressão de carreiras com dois anos. E, denunciado um claro ataque aos direitos laborais dos jornalistas, o sindicato acrescentou que a empresa disse aos funcionários que não seriam pagos durante o período de greve, tendo de trabalhar horas extra no dia anterior.

O jornal continua a operar, mas desconhece-se o impacto da greve na cobertura noticiosa. A NBC noticiou que a greve abrange jornalistas da secção de 'breaking news' no site do jornal, uma das mais importantes para a receita diária do órgão de comunicação. Uma jornalista disse à Associated Press que o jornal vai continuar a produzir notícias, beneficiando do trabalho dos enviados no estrangeiro e repórteres internacionais, assim como dos jornalistas que não estão sindicalizados.

Além da greve, estará previsto para esta quinta-feira um comício em frente à sede do jornal, na cidade de Nova Iorque, na famosa Times Square.

Leia Também: SJ defende melhorias na proposta europeia de regulação dos media

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório