Meteorologia

  • 06 FEVEREIRO 2023
Tempo
MIN 6º MÁX 18º

Lula recebe convite para visitar Biden mas viagem será após a posse

O Presidente eleito do Brasil, Lula da Silva, recebeu hoje um convite para visitar o Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, mas um de seus porta-vozes esclareceu que a viagem a Washington será adiada para depois da posse.

Lula recebe convite para visitar Biden mas viagem será após a posse
Notícias ao Minuto

20:33 - 05/12/22 por Lusa

Mundo EUA

"Recebi hoje do assessor de Segurança Nacional Jake Sullivan o convite do Presidente Joe Biden para visitá-lo na Casa Branca. Sinto-me encorajado a conversar com o Presidente Biden e aprofundar a relação entre nossos países", escreveu Lula da Silva na rede social Twitter, após uma reunião de cerca de duas horas com enviados do Governo dos Estados Unidos da América (EUA).

A visita a Washington foi um dos assuntos que o Presidente eleito abordou em conversa com o assessor de Segurança Nacional da Casa Branca e com o diretor sénior de Assuntos do Hemisfério Ocidental do Conselho de Segurança Nacional, Juan Gonzalez.

O histórico líder do Partido dos Trabalhadores (PT) pretendia viajar até aos EUA em dezembro, antes de assumir o terceiro mandato como chefe de Estado do Brasil em 01 de janeiro de 2023, mas a visita aparentemente terá de ser adiada, segundo o ex-ministro das Relações Exteriores brasileiro, Celso Amorim, assessor de Lula da Silva para assuntos internacionais.

Sullivan "insistiu que o Presidente Biden o receberia antes mesmo da posse, mas o Presidente Lula comentou sobre a situação interna, as medidas que tem que adotar e as negociações que estão avançando e disse que talvez não consiga [fazer a visita em dezembro]", disse Amorim em declarações aos jornalistas.

Segundo Amorim, da equipa de transição do Presidente eleito e que participou do encontro, Lula da Silva "não disse que não, mas que pode não conseguir, embora tenha apreciado muito que o convite tenha sido feito dessa forma".

"O Brasil está mais uma vez sendo respeitado pelo mundo", disse Lula da Silva ao comentar o convite que recebeu, na sua conta na rede social Instagram e em referência ao suposto isolamento do país durante o Governo do atual Presidente, Jair Bolsonaro, derrotado nas eleições de outubro.

Apesar de o principal assessor de política externa de Biden ter visitado o país sul-americano com a intenção de se encontrar com o Presidente cessante e com o novo Presidente brasileiro, Bolsonaro preferiu ser representado pelo seu secretário de Assuntos Estratégicos, almirante Flávio Rocha, com quem os integrantes da delegação norte-americana se reuniram na embaixada dos Estados Unidos, em Brasília.

Segundo Amorim, além de questões políticas, entre as quais citou as ameaças à democracia nos dois países por conta das ações de Donald Trump e Jair Bolsonaro, Lula da Silva conversou com Sullivan especialmente sobre o G20 e o meio ambiente.

"Foi uma conversa muito ampla" que abortou as questões regionais, a cooperação tecnológica para o desenvolvimento sustentável, as mudanças climáticas e o fortalecimento da democracia, disse Amorim.

"Eles falaram de tudo, principalmente da última reunião do G20 e da necessidade de uma nova governança global", concluiu.

Leia Também: Após vitória dos Países Baixos sobre os EUA, Mark Rutte 'provoca' Biden

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório