Meteorologia

  • 30 JANEIRO 2023
Tempo
10º
MIN 3º MÁX 12º

AO MINUTO: Kyiv usou drones para atacar bases; "Lembrete de brutalidade"

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

AO MINUTO: Kyiv usou drones para atacar bases; "Lembrete de brutalidade"
Notícias ao Minuto

07:53 - 05/12/22 por Notícias ao Minuto

Ao Minuto Mundo Guerra na Ucrânia

Com o inverno a aproximar-se, voltam a surgir as acusações de que a Rússia irá utilizar o frio como uma “arma” na guerra na Ucrânia. No domingo, o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, acusou Moscovo de “fazer do inverno frio e das dificuldades” da estação “parte do seu terror”.

Já o secretário de Estado dos Estados Unidos da América (EUA), Antony Blinken, afirmou que o governo russo quer utilizar o inverno como uma arma contra civis e condenou os ataques de Moscovo à infraestrutura e fontes de energia dos cidadãos ucranianos.

Durante o fim de semana, a União Europeia, o G7 (grupo dos sete países mais industrializados) e a Austrália defenderam um teto máximo para o preço do petróleo russo, considerando que a adoção deste mecanismo limitaria a capacidade de a Rússia financiar a sua ofensiva contra a Ucrânia. O Kremlin já garantiu que não aceitará esse limite. 

Fim de cobertura

Daniela Filipe | há 1 mês

Boa noite. Damos como terminado este acompanhamento AO MINUTO sobre a guerra na Ucrânia. Estaremos de volta na manhã de terça-feira, num novo registo. Obrigada, desde já, por ter estado desse lado.

Comissão Europeia avança com 1.º financiamento para capacidades de Defesa

Lusa | há 1 mês

A Comissão Europeia anunciou hoje que libertou o financiamento inicial de 1.200 milhões de euros do Fundo Europeu de Defesa (FED) para a próxima geração de aviões de combate, projetos de tanques e navios e desenvolvimento de tecnologia.

A União Europeia (UE) poderá desta forma cofinanciar 61 projetos selecionados em julho por Thierry Breton, o comissário europeu francês responsável pelo Mercado Interno, Defesa e Espaço.

Vaticano lança campanha para doar camisolas térmicas aos ucranianos

Lusa | há 1 mês

O Vaticano lançou hoje uma campanha para arrecadar camisolas térmicas para ajudar a população da Ucrânia que tem sofrido com a chegada do inverno no hemisfério Norte e com a guerra com a Rússia.

"O povo ucraniano vive uma emergência ligada não só à guerra, mas também à falta de eletricidade, gás e ao frio do inverno. Podemos ajudá-los neste Natal com a oferta de camisolas térmicas, adequadas para manter a temperatura corporal, para homens, mulheres e crianças", afirmou o cardeal Konrad Krajewski, esmoleiro do Papa Francisco, em comunicado divulgado.

Ucrânia terá usado drones para atacar bases russas, diz o New York Times

Daniela Filipe | há 1 mês

Um oficial ucraniano revelou, esta segunda-feira, que o país usou drones para atacar duas bases militares russas, avança o jornal The New York Times, citado pela agência Reuters.

O mesmo meio indica que os dispositivos foram lançados de território ucraniano, destruindo pelo menos dois aviões e danificando outros tantos.

Finlândia defende garantias de segurança contra e não a favor da Rússia

Lusa | há 1 mês

O ministro dos Negócios Estrangeiros finlandês defendeu hoje que a Ucrânia e países aliados devem ter garantiras de segurança contra a Rússia, numa eventual negociação para o fim da guerra, rejeitando uma ideia contrária defendida pelo Presidente francês.

"Na situação atual, o que precisamos são garantias específicas contra a Rússia e isso vale tanto para a Ucrânia como para outros países", analisou o chefe da diplomacia finlandesa durante uma conferencia de imprensa, citado pela estação Yle.

Rússia diz 'adeus' ao Disney Channel e inaugura novo canal infantil

Notícias ao Minuto | há 1 mês

A Rússia anunciou na segunda-feira que vai substituir o canal de conteúdos infantis da Disney, o Disney Channel, por um novo canal, que vai promover conteúdos russos a partir de dezembro.

O Disney Channel vai ser substituído pelo SonIntse, que pertence ao grupo de comunicação Media1.

Opositor do Kremlin pede que Putin retire tropas de território ucraniano

Lusa | há 1 mês

O opositor russo Iliá Yashin, que está a ser julgado por denunciar os alegados crimes de guerra cometidos pela Rússia na Ucrânia, pediu hoje ao líder do Kremlin, Vladimir Putin, que retire imediatamente as tropas do território ucraniano.

"Peço a si, Vladimir Vladimirovich (patronímico de Putin), que pare imediatamente com esta loucura, reconheça a política em relação à Ucrânia como errada, retire as tropas do seu território e encontre uma solução diplomática do conflito", disse hoje Yashin em tribunal.

Roménia exporta gás para a Moldova pela primeira vez

Lusa | há 1 mês

A Roménia começou a exportar gás para a Moldova, um pequeno Estado afetado por uma grave crise energética devido às consequências da invasão russa da Ucrânia, noticiou o operador romeno Transgaz.

"O transporte de gás começou" no sábado, declaram os responsáveis da empresa, citados pela agência noticiosa Agerpres.

Esta foi a primeira vez que a Roménia forneceu gás ao seu vizinho através do gasoduto que liga a cidade de Iasi à de Ungheni, do outro lado da fronteira.

"Quando um terrorista desestabiliza a vida, parar terror é tarefa comum"

Daniela Filipe | há 1 mês

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, considerou, esta segunda-feira, que colocar um ponto final à ofensiva russa é “uma tarefa comum”, no rescaldo dos ataques que colocaram não só as infraestruturas elétricas da Ucrânia em risco, como também as da Moldova, que sofreu um ‘apagão’.

“O terror russo afeta, novamente, os estados vizinhos. Há interrupções no fornecimento de eletricidade na Moldova, outra vez. E isto prova, outra vez, que a habilidade de a Rússia levar a cabo um ataque terrorista tão grande é uma ameaça não apenas para a Ucrânia, mas para toda a nossa região, pelo menos”, disse o chefe de Estado, no seu habitual discurso noturno.

“Quando um terrorista desestabiliza a vida de toda gente, parar o terror é uma tarefa comum”, lançou.

Leia o artigo completo aqui.

"Não deixaremos nenhum ucraniano em prisões ou isolamentos russos"

Daniela Carrilho com Lusa | há 1 mês

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, partilhou nas redes sociais um vídeo que mostra como se desenrolam os processos de troca de prisioneiros entre Kyiv e Moscovo.

"O documentário ‘Retorno’ demonstra como toda a equipa trabalha e o que está por trás dos processos de troca", revelou o líder ucraniano, deixando uma mensagem com esperança para o povo que está a sofrer as consequências da invasão russa.

Leia a história na íntegra aqui.

Ataques com mísseis em todo o país. Ucranianos abrigados no metro em Kyiv

Daniela Carrilho com Lusa | há 1 mês

Vários habitantes da região de Kyiv abrigaram-se em estações de metro durante o alerta de ataque aéreo desta segunda-feira em vários locais da Ucrânia.

O The Kyiv Independent avança que algumas estações ficaram muito cheias e os comboios não fizeram as habituais paragens.

As pessoas deslocaram-se para o abrigo subterrâneo para se manter em segurança. Consigo levaram os seus animais de estimação, cobertores para se sentar e tapar e livros e jogos de mesa para se distrair. 

Veja aqui as imagens.

Ataques em massa? Casa Branca diz que são "lembrete de brutalidade"

Notícias ao Minuto com Lusa | há 1 mês

Após vários ataques em diferentes cidades da Ucrânia, ocorridos esta segunda-feira, a Casa Branca reagiu, referindo que os últimos ataques russos são um “lembrete da brutalidade do presidente russo, Vladimir Putin”.

As declarações são do porta-voz da segurança nacional da Casa Branca, John Kirby, aos jornalistas, citado pela agência Reuters.

O responsável norte-americano acrescentou ainda que o limite máximo do preço do petróleo não vai ter impacto a longo prazo nos preços globais.

Operadora de eletricidade anuncia cortes de emergência em toda a Ucrânia

Lusa | há 1 mês

A operadora de eletricidade ucraniana Ukrenergo avisou hoje que vai ser preciso realizar cortes de energia de emergência em toda a Ucrânia, devido aos mais recentes ataques russos.

"Devido às consequências dos bombardeamentos (...), para manter o equilíbrio entre a produção e o consumo de eletricidade, será instaurado um sistema de cortes de emergência em todas as regiões da Ucrânia. A eletricidade será fornecida prioritariamente às infraestruturas essenciais", informou a Ukrenergo na rede social Telegram.

Alto-comissário da ONU obrigado a refugiar-se num abrigo em Kyiv

Lusa | há 1 mês

O Alto-comissário da ONU para os Direitos Humanos, o austríaco Volker Turk, de visita à Ucrânia, refugiou-se hoje num abrigo subterrâneo em Kyiv, devido a uma vaga de ataques de mísseis russos, informou a organização internacional.

Volker Turk -- que assumiu as funções de Alto-comissário em 17 de outubro -- iniciou no domingo uma visita oficial à Ucrânia a convite do Governo ucraniano, com uma agenda que inclui encontros com vários altos funcionários nacionais e locais, bem como representantes da sociedade civil.

Duas bases aéreas russas atacadas por 'drones' ucranianos, alega Moscovo

Lusa | há 1 mês

O Ministério da Defesa da Rússia afirmou que duas bases aéreas situadas no centro do país foram hoje atacadas por 'drones' (aeronaves não-tripuladas) ucranianos, fazendo três mortos.

Num comunicado, o ministério russo indicou que hoje de manhã, "o regime de Kyiv (...) tentou efetuar ataques com 'drones' de fabrico soviético à base aérea de Diaguilevo, na região de Riazan, e à de Enguels, na região de Saratov".

Ucrânia: Procurador do TPI adverte sobre formação de um tribunal especial

Lusa | há 1 mês

O projeto de um tribunal especial para julgar os alegados crimes de guerra da Rússia na Ucrânia poderá "condenar ao fracasso" o inquérito em curso do Tribunal Penal Internacional (TPI), advertiu hoje o procurador da jurisdição.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, propôs na quarta-feira a formação de um tribunal especial apoiado pelas Nações Unidas para remeter perante a justiça os crimes de agressão da Rússia contra a Ucrânia.

Primeiro carregamento de cereais da Ucrânia chegou hoje ao Djibuti

Lusa | há 1 mês

O primeiro carregamento de cereais, no âmbito de uma iniciativa da própria Ucrânia para abastecer países necessitados, chegou hoje ao Djibuti para ser entregue à Etiópia, num momento em que a região atravessa a pior seca desde há décadas.

A embaixada ucraniana na Etiópia confirmou que o carregamento de 25.000 toneladas é independente do esforço do Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas que financiou carregamentos humanitários de cereais.

Putin assina decreto que endurece restrições a "propaganda LGBT"

Lusa | há 1 mês

O Presidente russo, Vladimir Putin, assinou hoje um decreto que alarga significativamente as restrições às atividades consideradas pelo regime como promoção dos direitos LGBT (sigla para lésbicas, 'gays', bissexuais e transgéneros) no país.

Uma lei de 2013 proibia o que as autoridades russas classificavam como estar a divulgar "propaganda de relações sexuais não-tradicionais" a menores.

A nova lei estende essa proibição à divulgação de tal informação a pessoas com 18 anos ou mais.

Embaixada da Ucrânia em Lisboa recebeu dois envelopes suspeitos

Lusa | há 1 mês

A embaixada da Ucrânia em Lisboa recebeu hoje à tarde dois envelopes suspeitos, tendo chamado a PSP que está no local com meios da Unidade Especial de Polícia, disse à Lusa fonte policial.

A embaixada da Ucrânia em Lisboa confirmou à Lusa que chamou a Polícia de Segurança Pública depois de ter identificado "correspondência suspeita".

Putin na Crimeia? "As suas ambições agressivas diminuíram"

Daniela Filipe | há 1 mês

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Dmytro Kuleba, considerou, esta segunda-feira, que as "ambições agressivas" do presidente russo, Vladimir Putin, diminuíram, uma vez que, volvidos nove meses de conflito, o chefe de Estado se mostra "feliz por conduzir" na ponte de Kerch, que faz a ligação entre a península da Crimeia e o sul da Rússia.

"Há nove meses, Putin queria destruir a Ucrânia numa questão de dias. Hoje, está feliz por conduzir um carro numa ponte que construiu ilegalmente há muito tempo. As suas ambições agressivas diminuíram. A Ucrânia vai certificar-se de que vão diminuir mais, até caberem nas fronteiras da Rússia", salientou o responsável, na rede social Twitter.

 

Sanções à Rússia? UE planeia restrições a indústria de drones

Notícias ao Minuto com Lusa | há 1 mês

A União Europeia planeia impor restrições à indústria de drones da Rússia no seu próximo pacote de sanções. A notícia é avançada pela Bloomberg, segundo cita o The Kyiv Independent.

O nono pacote de sanções deverá ser aprovado na próxima semana.

Rússia: Congelamento pelos EUA do diálogo estratégico multiplica "riscos"

Lusa | há 1 mês

O ministro dos Negócios Estrangeiros (MNE) russo, Serguei Lavrov, advertiu hoje que o congelamento pelos Estados Unidos do diálogo sobre estabilidade estratégica multiplica os riscos.

"Verificamos com pesar que de momento o diálogo estratégico entre a Rússia e os Estados Unidos da América (EUA), que possuem os maiores arsenais nucleares (...) permanece congelado por Washington", disse Lavrov numa mensagem por vídeo aos participantes na Conferência de Moscovo sobre a não-proliferação nuclear.

Moldova sofre 'apagão' após ataques russos na Ucrânia

Lusa | há 1 mês

A empresa nacional de energia da Moldova, Moldelectrica, indicou hoje que o sistema elétrico do país está a sofrer perturbações após uma nova vaga de ataques de mísseis russos contra a vizinha Ucrânia.

"A Moldelectrica relata interrupções no sistema elétrico. Existe a possibilidade de desconexões", disse a empresa na sua página oficial no Facebook.

Registaram-se hoje explosões em várias regiões ucranianas, incluindo Odessa, Zaporijia, Vinnytsia, Cherkassi e Kyiv, após o que Ukrenergo, a operadora do sistema de transmissão de eletricidade da Ucrânia, disse que o país está a sofrer o oitavo ataque maciço russo às suas infraestruturas energéticas.

Espanha. Diplomatas da Ucrânia recebem mais 3 cartas com olhos de animais

Daniela Filipe | há 1 mês

A polícia espanhola apreendeu, esta segunda-feira, três novos envelopes com olhos de animais, endereçados à Embaixada da Ucrânia em Madrid, ao Consulado Geral da Ucrânia em Barcelona, e ainda ao Consulado daquele país em Málaga. 

O anúncio foi feito pelo porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros ucraniano, Oleg Nikolenko, que ressalvou que o caso está a ser investigado.

"No total, já temos 21 casos de ameaças contra embaixadas e consulados ucranianos em 12 países", apontou, na sua página da rede social Facebook, recordando que, tal como havido dito o ministro dos Negócios Estrangeiros, Dmytro Kuleba, "os diplomatas ucranianos não devem ser intimidados".

"Continuaremos a trabalhar de forma eficaz para proteger a Ucrânia do inimigo", rematou.

Kuleba critica nova vaga de ataques russos e pede mais armamento

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Dmytro Kuleba, criticou, esta segunda-feira, a nova vaga de ataques russos contra infraestruturas ucranianas e pediu um maior fornecimento de armas à Ucrânia.

“A Rússia disparou outra vaga de mísseis contra as nossas infraestruturas civis críticas, tentando privar as pessoas de energia, água, e aquecimento numa altura de temperaturas geladas. Quanto mais crimes de guerra a Rússia cometer, mais armas deverão ser fornecidas à Ucrânia para pôr fim ao terror russo mais cedo”, destacou na rede social Twitter.

 

MP russo pede pena de nove anos de prisão para opositor do regime

Lusa | há 1 mês

O Ministério Público russo exigiu hoje que o tribunal condene a nove anos de prisão o opositor do regime Ilya Iachine, detido por ter criticado a ofensiva militar na Ucrânia, afirmaram os seus defensores.

"O Ministério Público pediu nove anos de privação de liberdade", disse a equipa de Iachine, numa mensagem publicada nas redes sociais.

O ativista, de 39 anos, está detido desde junho, acusado de ter "difundido informações falsas" sobre a atuação do exército russo na Ucrânia com "incitação ao ódio", crime punível com 10 anos de prisão.

Vídeo. Ponte da Crimeia reabre ao tráfego e conta com visita de Putin

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, visitou, esta segunda-feira, a ponte de Kerch, que faz a ligação entre a península da Crimeia e o sul da Rússia.

Segundo as agências de notícias russas, citadas pela Al Jazeera, Putin percorreu a ponte de carro e conversou com trabalhadores que se encontravam a reparar as instalações, que ficaram danificadas após um ataque alegadamente ucraniano.

Veja o vídeo aqui.

Vídeo. Ponte da Crimeia reabre ao tráfego e conta com visita de Putin

Putin percorreu a ponte de carro e conversou com trabalhadores que se encontravam a reparar as instalações.

Notícias ao Minuto com Lusa | 15:26 - 05/12/2022

Defesa aérea ucraniana abateu maioria dos mísseis russos lançados hoje

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, afirmou, esta segunda-feira, que as defesas aéreas ucranianas abateram a maioria de mísseis russos lançados contra várias regiões ucranianas. 

Segundo a Sky News, o chefe de Estado ucraniano adiantou ainda que os trabalhadores do setor energético já começaram a restabelecer as linhas elétricas. 

Ucrânia derruba mais de 60 dos 70 mísseis russos nos ataques de hoje

O país registou um novo corte geral no fornecimento de eletricidade, esta segunda-feira, após um ataque massivo contra instalações críticas de infraestrutura na Ucrânia.

Notícias ao Minuto | 17:36 - 05/12/2022

NATO é uma "séria ameaça" para a Rússia, alerta Lavrov

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergei Lavrov, considerou, esta segunda-feira, que a aliança transatlântica NATO é uma “séria ameaça” para a Rússia e alertou que o Ocidente corre o risco de um “choque direto entre potências nucleares com consequências catastróficas”.

Citado pela Al Jazeera, o político russo lamentou ainda que os Estados Unidos da América (EUA) tenham rejeito as conversações com Moscovo sobre armas nucleares.

Energia? Comércio entre China e Rússia tem como base o "respeito mútuo"

Lusa | há 1 mês

A China garantiu hoje que os negócios com a Rússia no setor energético se baseiam no "respeito e benefício mútuo", após a União Europeia e o G7 terem imposto um limite de preço por barril para o petróleo russo.

"China e Rússia sempre cooperaram no setor energético com base no respeito e benefício mútuos", disse a porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês, Mao Ning, em conferência de imprensa.

Nova onda de ataques russos mata pelo menos duas pessoas em Zaporíjia

Lusa | há 1 mês

Pelo menos duas pessoas morreram na sequência de ataques de mísseis russos a várias zonas da Ucrânia, incluindo na região de Zaporíjia, onde está localizada a maior central nuclear do país, afirmaram as autoridades ucranianas. As sirenes de alerta de bombardeamentos voltaram a soar em várias partes da Ucrânia, esta manhã, depois de vários mísseis russos terem caído no sul do país, com alguns a serem destruídos pelas defesas antiaéreas.

Autoridades da Moldova encontram míssil junto à fronteira com a Ucrânia

Notícias ao Minuto | há 1 mês

Um míssil caiu no norte da Moldova revelou, esta segunda-feira, o ministério da Defesa do país, citado por vários meios de comunicação social do país. De acordo com o governo da Moldova, o míssil, cuja origem ainda não foi revelada, caiu na cidade de Briceni, perto da fronteira com a Ucrânia.

Kyiv informa que Rússia lançou nova vaga de ataques em várias regiões

Lusa | há 1 mês

As Forças Armadas russas lançaram esta segunda-feira uma nova vaga de ataques em várias regiões da Ucrânia, de acordo com as autoridades ucranianas, que confirmaram a ativação de alarmes antiaéreos em todo o território. Um porta-voz da Força Aérea ucraniana informou sobre o lançamento de um primeiro lote de mísseis e levantou a possibilidade de Moscovo estar a realizar os ataques em diferentes fases, de forma a enganar os sistemas de defesa antiaérea.

Comércio China-Rússia em quase 200 mil milhões de dólares este ano

Lusa | há 1 mês

As trocas comerciais entre Rússia e China devem atingir este ano 200 mil milhões de dólares, meta delineada por ambos os países, disse o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, numa reunião com o homólogo russo, Mikhail Mishustin.

Comércio China-Rússia em quase 200 mil milhões de dólares este ano

As trocas comerciais entre Rússia e China devem atingir este ano 200 mil milhões de dólares, meta delineada por ambos os países, disse o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, numa reunião com o homólogo russo, Mikhail Mishustin.

João Pimenta | 14:07 - 05/12/2022


  

Portugal deu mais de 55 mil proteções temporárias a quem fugiu da Ucrânia

Teresa Banha | há 1 mês

Portugal atribuiu até esta segunda-feira mais de 55.000 proteções temporárias a pessoas que fugiram da guerra na Ucrânia e cerca de um quarto foram concedidas a menores, informou hoje o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Portugal deu mais de 55 mil proteções temporárias a quem fugiu da Ucrânia

Portugal atribuiu até hoje mais de 55.000 proteções temporárias a pessoas que fugiram da guerra na Ucrânia e cerca de um quarto foram concedidas a menores, informou hoje o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Lusa | 13:43 - 05/12/2022

Preço do Brent sobe 2,64% após medidas contra petróleo russo

Lusa | há 1 mês

O preço do barril de petróleo Brent para entrega em fevereiro subia hoje 2,64% no mercado de futuros de Londres, perto dos 88 dólares. O crude do mar do Norte, de referência na Europa, encerrou na sexta-feira com uma queda de 1,45%, mas hoje recuperou e às 12h (hora de Lisboa), negociava a 87,83 dólares, depois de a União Europeia (UE) ter aplicado um embargo a todas as importações de petróleo russo transportadas por navio.

Autoridades russas investigam explosões em bases aéreas

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

As autoridades russas vão investigar as explosões ocorridas, esta segunda-feira, em duas bases aéreas militares. Sublinhe-se que, pelo menos, três pessoas morreram nas regiões de Ryazan e Saratov, na sequência das explosões.

“Quero assegurar que não há nenhum estado de emergência na cidade. Nenhuma instalação civil sofreu danos. A polícia investiga o sucedido”, garantiu o governador de Sartov, Román Busarguin, na plataforma Telegram. 

Rússia investiga explosões em dois aeródromos militares com três mortos

As autoridades russas estão a investigar duas explosões ocorridas hoje nos aeródromos militares das regiões de Ryazan e Saratov, ambos localizados a milhares de quilómetros da Ucrânia, que fizeram pelo menos três mortos e causaram danos em bombardeiros russos.

Lusa | 13:36 - 05/12/2022

Medvedev avisa Ocidente que "inverno ainda agora começou"

Lusa | há 1 mês

O vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia, Dmitry Medvedev, advertiu hoje o Ocidente que "o inverno ainda agora começou", depois de entrar em vigor o limite imposto ao preço do petróleo russo.

"Uma coisa é clara: isto não será bom para o consumidor. Por isso, abasteçam-se de água, fogo, cobertores e aquecedores. O inverno só agora começou", disse Medvedev numa mensagem publicada na rede social Telegram.

Pelo menos três mortos em duas explosões em bases aéreas russas

Notícias ao Minuto | há 1 mês

Pelo menos três pessoas morreram, esta segunda-feira, na sequência de duas explosões em bases aéreas russas, avança a imprensa internacional. Na primeira explosão, numa base aérea da cidade russa de Ryazan, a sudeste de Moscovo, três pessoas morreram e cinco ficaram feridas.

Saiba mais aqui.

Olaf Scholz defende que Ocidente deve evitar nova Guerra Fria

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O chanceler alemão, Olaf Scholz, defendeu a necessidade de o Ocidente evitar uma nova Guerra Fria e pediu que sejam feitos esforços no sentido de construir novas parcerias.

Num artigo de opinião, publicado esta segunda-feira na revista Foreign Affairs, o responsável afirmou que “a guerra de agressão contra a Rússia pôs fim a uma era” e que “neste novo mundo multipolar, diferentes países e modelos de governo estão a competir pelo poder e influência”

Saiba mais aqui:

Olaf Scholz defende que Ocidente deve evitar nova Guerra Fria

O chanceler da Alemanha afirmou que "diferentes países e modelos de governo estão a competir pelo poder e influência".

Notícias ao Minuto | 10:34 - 05/12/2022

Teto máximo para petróleo russo "não afetará" guerra na Ucrânia

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, garantiu, esta segunda-feira, que o teto máximo para o preço do petróleo russo, defendido pela União Europeia, G7 (grupo dos sete países mais industrializados) e Austrália, “não afetará” a “operação militar” na Ucrânia.

“A economia da Federação Russa tem potencial para satisfazer todas as necessidades da operação militar especial. Estas medidas não afetarão isso”, defendeu, citado pela agência de notícias AFP.

Sublinhe-se que a UE, o G7 e a Austrália defenderam adoção deste mecanismo limitaria a capacidade de a Rússia financiar a sua ofensiva contra a Ucrânia. O Kremlin já garantiu que não aceitará esse limite. 

Alto Comissário para Direitos Humanos da ONU visita Ucrânia

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O Alto Comissário para os Direitos Humanos das Nações Unidas (ONU), Volker Türk, está de visita à Ucrânia, onde irá ouvir as acusações sobre crianças ucranianas deportadas, civis torturados e prisioneiros de guerra executados. 

“Felicito a decisão de Volker Turk em visitar a Ucrânia, após a sua nomeação para ouvir imediatamente em primeira mão sobre crianças ucranianas deportadas, civis torturados, e prisioneiros de guerra executados. É necessário fazer um esforço conjunto para conseguir um julgamento justo para os criminosos”, destacou, na rede social Twitter, o primeiro vice-presidente do parlamento ucraniano, Oleksandr Korniyenko.

Rússia "reduziu significativamente" número de missões aéreas na Ucrânia

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O Ministério da Defesa do Reino Unido revelou, esta segunda-feira, que a Rússia “reduziu significativamente” o número de missões aéreas na Ucrânia. 

“Nos últimos meses, o número de missões conduzidas por aviões de combate tático russos sobre a Ucrânia reduziu significativamente”, afirmou o ministério, com base em informações dos serviços de inteligência. “Os aviões russos realizam agora provavelmente dezenas de missões por dia, em comparação com um máximo de 300 por dia em março de 2022”.

A diminuição do número de ataques “é, provavelmente, o resultado de uma ameaça elevada e contínua das defesas aéreas ucranianas, de limitações nas horas de voo disponíveis para as aeronaves russas, e do agravamento das condições meteorológicas”.

Ucrânia alega ter matado 540 soldados russos nas últimas 24h

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

As Forças Armadas da Ucrânia afirmaram, esta segunda-feira, ter matado 540 soldados russos nas últimas 24 horas, aumentando para 91.690 o total desde o início da invasão. Foram ainda destruídos 2.924 (+2) tanques e 5.900 (+8) veículos armados.

 

"Sou mais responsável do que corajoso. Odeio desiludir as pessoas"

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, considerado pela comunidade internacional com um “herói” por não ter abandonado o seu país no início da invasão russa, a 24 de fevereiro, admitiu ser uma pessoa “mais responsável do que corajosa”. O chefe de Estado foi eleito ‘Personalidade do Ano’ pelo jornal Financial Times, que o comparou ao antigo primeiro-ministro Winston Churchill.

Saiba mais aqui:

"Sou mais responsável do que corajoso. Odeio desiludir as pessoas"

O presidente ucraniano foi eleito 'Personalidade do Ano' pelo Financial Times. Em causa esteve a sua coragem e luta pelo apoio ao povo ucraniano.

Márcia Guímaro Rodrigues | 08:33 - 05/12/2022

 

Rússia instala sistema de mísseis em ilhas reivindicadas pelo Japão

Lusa | há 1 mês

O Ministério da Defesa da Rússia confirmou hoje a implantação de um sistema de mísseis costeiros em Paramushir, a maior ilha das Curilas, um arquipélago reivindicado pelo Japão.

"Os mísseis costeiros da Frota do Pacífico irão manter vigilância 24 horas por dia para controlar as águas adjacentes e as áreas do estreito", avançou o ministério, citado pela agência noticiosa russa Tass.

Região de Kherson bombardeada 46 vezes no domingo

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

A região de Kherson foi bombardeada 46 vezes pelas tropas russas durante o dia de domingo, segundo revelou Kyrylo Tymoshenko, conselheiro da presidência ucraniana. Pelo menos uma pessoa morreu.

"Durante o dia, as forças de ocupação bombardearam a região 46 vezes com morteiros, tanques, artilharia e lançadores múltiplos de foguetes. Apartamentos residenciais e outros edifícios ficaram destruídos", escreveu Tymoshenko na plataforma Telegram.

Já Anton Gerashchenko, conselheiro do Ministério Interior ucraniano, adiantou que uma mulher de 65 anos morreu no ataque.

Kyiv denuncia "aumento drástico" da violência sexual como arma de guerra

Lusa | há 1 mês

O procurador-geral da Ucrânia, Andrei Kostin, denunciou um "aumento drástico" no uso de violência sexual como arma de guerra no país por soldados russos. Segundo a agência alemã DPA, Kostin acusou os militares russos de usarem deliberadamente a violência sexual como arma de guerra "para humilharem os ucranianos".

"Em muitos casos, as pessoas são violadas, torturadas e depois mortas por soldados russos. Muitas vezes, as violações acontecem em frente de familiares e crianças", explicou o procurador-geral, que detalhou que "todos os géneros e faixas etárias são afetados".

Ucrânia regista mais de 51 mil crimes de guerra russos

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

A Procuradoria-Geral da Ucrânia registou mais de 51 mil crimes de guerra cometidos pelas tropas russas, segundo revela o jornal ucraniano The Kyiv Independent. 

Segundo a publicação, as autoridades ucranianas informaram, no domingo, que foram cometidos 51.161 crimes de guerra desde o início da invasão, a 24 de fevereiro. Foram ainda registados 18.585 crimes contra a segurança nacional da Ucrânia.

 

Para recordar...

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

Início de cobertura

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

Bom dia. Abrimos esta manhã a nossa nova cobertura AO MINUTO sobre as principais notícias da guerra na Ucrânia. Pode recordar a cobertura de domingo aqui:

AO MINUTO: Dificuldades do inverno? "Terror" russo; Kyiv reporta ataques

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

Notícias ao Minuto | 08:18 - 04/12/2022

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório