Meteorologia

  • 08 FEVEREIRO 2023
Tempo
MIN 7º MÁX 12º

Rússia espera usar "dificuldades" do inverno como "parte do seu terror"

Zelensky pede mais união do que nunca ao povo ucraniano, elemento essencial para "suportar" e ultrapassar este inverno.

Rússia espera usar "dificuldades" do inverno como "parte do seu terror"
Notícias ao Minuto

22:54 - 04/12/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Guerra na Ucrânia

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, considerou, este domingo, que "suportar o inverno" é "defender tudo" o que a Ucrânia tem, com a Rússia a usar o "frio" e as "dificuldades" da estação como "parte do seu terror". 

No seu habitual discurso diário, o chefe de Estado ucraniano admitiu que será um inverno "difícil", mas que este será "um tempo" que irá aproximar Kyiv da "vitória". 

"O inimigo espera realmente usar o inverno contra nós: fazer do inverno frio e das dificuldades parte do seu terror. Temos de fazer de tudo para aguentar este inverno, por mais difícil que seja. E vamos aguentar. Suportar este inverno é defender tudo", disse Zelensky.

"A Rússia ainda tem mísseis e uma vantagem na artilharia. Sim, mas temos algo que o ocupante não tem e não terá. Defendemos a nossa casa e isso dá-nos a maior motivação possível. Lutamos pela liberdade, e isso multiplica sempre qualquer força", acrescentou.

Desta forma, o presidente da Ucrânia considera que para "passar por este inverno" é preciso que o povo se ajude "mais do que nunca".

"Para passar pelo inverno, temos de ser ainda mais resistentes e ainda mais unidos do que nunca. Não pode haver conflitos internos, que podem enfraquecer-nos a todos, mesmo que alguém lá fora pense que de alguma forma isso o fortalecerá pessoalmente. Precisamos de mais interação do que nunca. Toda a Ucrânia deve tornar-se um grande Ponto de Invencibilidade", defendeu.

Destacando o "muito" feito durante o outono para "fortalecer" a posição da Ucrânia, Zelensky reforça que deve ser feito "tudo" para que o mesmo possa ser dito depois o inverno.

"Os ucranianos trabalharam dia e noite para restaurar a vida normal após os ataques russos. E por maior que fosse o terror dos ocupantes, a nossa vontade de restaurar tudo na nossa casa foi sempre ainda maior. Deve continuar a ser assim", sublinhou.

O presidente da Ucrânia elogiou depois o heroísmo das forças ucranianas e pediu que estas continuem fortes, sobretudo na região de Bakhmut, onde decorrem fortes confrontos: "Sei como é difícil em Bakhmut (...) Pessoal, aguentem! Eu estou convosco. O povo está convosco".

"Agradeço a todos os que ajudam a fortalecer a Ucrânia e que depois deste inverno, com certeza, poderão dizer que a aproximação da nossa vitória é também o seu resultado pessoal, uma conquista pessoal", rematou.

Leia Também: EUA acusam Rússia de usar inverno como arma de guerra contra civis

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório